15 Outubro, 2019

Bem vindo ao Colégio Nossa Senhora de Lourdes

A- A A+

(83)3531-1229 - 9.9148-8030

Proposta Pedagógica

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela inativa
 

PROPOSTA EDUCATIVA

PROJETO POLÍTICO-PEDAGÓGICO (filosofia educacional)   

1. APRESENTAÇÃO

Uma escola que sabe aonde quer chegar, que tem objetivos claros e bem definidos, consegue ter um diferencial em relação às demais que interagem no mesmo espaço. E, em se tratando de educação, o Colégio Nossa Senhora de Lourdes faz essa diferença na cidade de Cajazeiras, polarizando mais de 10 municípios em toda a região. É imbuído, pois, desse princípio que ora se apresenta a proposta pedagógica em epígrafe.
A finalidade desta proposta consiste, sobretudo, em revelar a prática educativa desenvolvida nesta escola, assim como declarar o trabalho voltado à valorização da formação dos profissionais que daqui fazem parte. Ela promove o direcionamento do processo educativo, ao passo que enfatiza o ensino numa dinâmica de respeito, unidade e solidariedade. Neste sentido, compreende-se que há uma relação de ajuda entre os membros da escola, quais sejam: estudantes, professores, educadores de apoio, pais, colaboradores.
Concomitante a tudo já exposto, o projeto ainda objetiva reforçar a ênfase dada à vivência de valores como: espiritualidade, humanização, solidariedade, competência, comprometimento e espírito inovador, agregado à responsabilidade e a autoestima dos estudantes o que os ajudarão a tornarem-se sujeitos do seu próprio conhecimento, tendo como sustentáculos desse, o Projeto Educativo Pastoral – REDE IENS; o Projeto Político -Pedagógico desta Instituição; os princípios de Madre Teresa, Fundadora das Irmãs Escolares de Nossa Senhora, bem como os pilares da educação: “Aprender a conhecer”; “Aprender a fazer”; “Aprender a conviver”; “Aprender a ser” e Aprender a Empreender”.
É, portanto, nesta perspectiva de educação que o projeto é entendido como uma construção coletiva onde todos os que fazem parte dessa instituição são corresponsáveis no processo, sendo capazes de assumir riscos e dividir méritos, o que fomenta a necessidade da construção da identidade pedagógica.
Assim a presente proposta visa também esclarecer os princípios educacionais, os quais estão inclusos no Projeto Político-Pedagógico do Colégio Nossa Senhora de Lourdes (PPP – CNSL, 2012/2016) que apresenta como eixos fundamentais: a educação evangélico-libertadora, a formação continuada, a diversidade e inclusão, a escola e família e o planejamento participativo.

2. JUSTIFICATIVA

Situada na era do conhecimento que propicia muitas descobertas, a educação surge como único caminho para o desenvolvimento que possibilitará a resolução de inúmeros problemas mundiais através do avanço tecnológico, da disseminação de saberes plurais e da formação da consciência cidadã. No entanto, o sistema educacional não está cumprindo este papel, pois se encontra mais a serviço do sistema vigente, que por sua vez sucateia os processos de ensino e aprendizagem, tornando fragmentado a construção do conhecimento e fomentando o desinteresse dos estudantes, bem como desvalorizando os docentes e minimizando o valor da instituição-escola.
Com base no contexto apresentado, o Colégio Nossa Senhora de Lourdes objetiva oferecer uma organização pedagógica do Ensino Fundamental com duração de nove anos conforme as Resoluções 11274/06 CNE/CCB e 340/06 – CEE, que se destina a formação de um cidadão crítico reflexivo capaz de desenvolver os valores da espiritualidade, comprometimento, humanização e competências para desenvolver-se num mundo globalizado que exige a capacidade de dominar a leitura, a interpretação, a escrita e o raciocínio lógico- -matemático.
Pretendemos enquanto escola o desenvolvimento de gestos democráticos e participativos: o como ouvir, o porquê do dever, o respeitar e o tomar das decisões, bem como o despertar da pergunta, da crítica e do debate. (Revista – AEC – 145/2007, p. 12).
O Colégio Nossa Senhora de Lourdes oferece uma educação voltada ao desenvolvimento integral da pessoa humana, a fim de que esta possa contribuir para a construção da verdadeira cidadania. Nesse sentido, a nossa Proposta Pedagógica se inspira nos princípios da fundadora Madre Teresa de Jesus Guerardinguer e fundamenta-se em Jean Piaget, Vigotski, Wallon, Emília Ferreiro e Ana Teberosky, os quais visam à construção do conhecimento de forma global e integral do estudante a partir da valorização que é atribuída aos aspectos: cognitivo, social, motor e afetivo.
A Proposta Pedagógica no que tange ao Ensino Fundamental segue o que preceitua a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional nº 9 394/96, Resolução CNE/CEB nº 2, de 7 de abril de 1998 que institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental. Lei nº 11 274/ 2006, que estabelece as Diretrizes e Bases de educação nacional, dispondo sobre a duração de 9 (nove) anos para o ensino fundamental, com matrícula obrigatória a partir dos 6 (seis) anos de idade.
Portanto, por não considerar a criança uma tábula rasa e sim um ser pensante e ativo, o trabalho com os estudantes do Ensino Fundamental objetiva o desenvolvimento de habilidades e competências que possibilitem à construção do conhecimento significativo aliado à interação social. Nesse sentido, o CNSL adota a Tendência Pedagógica Crítico-social dos Conteúdos, tendo como expoentes Grasmci, George Snyders, Dermeval Saviani, José Carlos Libâneo. Nela, o trabalho parte de uma relação direta com a experiência do estudante, confrontada com o saber que ele traz da sua vivência. Nesta metodologia, destaca- -se sempre a importância de todos acessarem o conhecimento histórico para melhor se posicionarem frente ao contexto atual; com este fim, o aluno é motivado a interagir ativamente na prática educativa, confrontando suas próprias vivências individuais e coletivas com o conteúdo ministrado pelos professores.
No Ensino Fundamental – Anos Iniciais o objetivo é oferecer aos estudantes informações necessárias, precisas e adequadas ao curso por meio de atividades interdisciplinares e lúdicas que favoreçam a construção do conhecimento, para que descubram as suas habilidades e tornem-se sujeitos de sua própria história. No 1° e 2º ano do Ensino Fundamental, dá-se ênfase ao trabalho pedagógico que possa fundamentar uma aprendizagem que se apoie nas linguagens: oral, escrita e matemática dentro de uma prática que envolva o lúdico, visando à interação dos aspectos físicos, emocionais, cognitivos, linguísticos e sociais.
Já o Ensino Fundamental – Anos Finais, destaca-se a fundamentação de uma prática de ensino voltada à formação de valores, os quais estão assegurados no Projeto Político Pedagógico, dentro de uma dinâmica capaz de estimular o pensamento crítico, a capacidade de análise e a resolução de problemas, por meio de experiências em laboratório, atividades em grupo, turismo pedagógico com vivências “in loco”, maratonas e olimpíadas.
Com essa proposta, o Colégio Nossa Senhora de Lourdes oferece aos estudantes condições de desenvolverem a leitura, o raciocínio lógico, a autonomia, a criticidade, a responsabilidade e respeito a si próprio, ao outro e ao meio ambiente.

No Ensino Médio do Colégio Nossa Senhora de Lourdes, objetiva a prática de uma pedagogia que se distancie de ideologias homogeneizadoras e uniformes, de forma que possa proporcionar aos estudantes o contato com informações que levem a passagem do senso comum à consciência crítica. Agregado a esse objetivo, a prática docente encontra-se fundamentada em teorias que orientam o “fazer pedagógico”, o qual permite a construção de conhecimentos e o desenvolvimento de competências e habilidades essenciais à sociedade globalizada.
O Ensino Médio do CNSL prima por excelência acadêmica em todos os seus componentes curriculares, valorizando a vivência da espiritualidade e de uma consciência humanística e planetária, bem como o conhecimento de temas atuais, no intuito de propiciar aos estudantes uma escolha profissional segura e plena.
Ciavata e Frigotto (2004, p.41) esclarecem que:
(...) é preciso que o ensino médio defina sua identidade como última etapa da educação básica mediante um projeto que, conquanto seja unitário em seus princípios objetivos, desenvolvida possibilidades formativas contemplem as múltiplas necessidades socioculturais e econômicas dos sujeitos que o constituem – adolescentes jovens e adultos, reconhecendo-os não como cidadãos e trabalhadores de um futuro indefinido, mas como sujeitos de direitos no momento em que cursam o ensino médio.

Diante do exposto, é mister destacar a importância de se considerar a complexidade do estudante do ensino médio no que tange a sua singularidade e o seu contexto histórico e social, pensando em um currículo que corrobore com a criticidade, por meio de conhecimentos contextualizados e numa perspectiva interdisciplinar.

3. HISTÓRICO

O Colégio Nossa Senhora de Lourdes, antiga Escola Normal Padre Rolim, foi fundado em 1843. De 1928 a 1983 foi dirigido pelas Irmãs de Santa Dorotéia. Posteriormente, administrado pela Mitra Diocesana de Cajazeiras, até janeiro de 1990, quando passou à Sociedade Literária e Caritativa Santo Agostinho, com sede à Av. Protásio Alves, nº 2443, Porto Alegre, Rio Grande do Sul.
A Sociedade Literária e Caritativa “Santo Agostinho”, fundada em 03 de outubro de 1942, com sede e foro em Porto Alegre, Estado do Rio Grande do Sul, é uma Sociedade Civil, de caráter beneficente, educativo, cultural, de assistência social e filantrópica, sem fins lucrativos, que tem por finalidade inicial o ensino em todos os graus e formas, criação, manutenção, administração e orientação de educandários e obras de assistência hospitalar e social.
O Colégio Nossa Senhora de Lourdes começou a funcionar como Escola Normal Padre Rolim pela portaria nº. 453 de 03 de novembro de 1916, em 07 de janeiro de 1974, pela portaria nº. 05 em virtude do decreto nº. 96,653/45 passou a funcionar como Ginásio pelo decreto nº. 152 de 24 de março de 1949 e começou a funcionar o Curso Normal do 2º grau. Pela Resolução nº. 65/76 foi autorizado o funcionamento dos Cursos: formação de Magistério para o Ensino de 1ª fase do 1º grau e o de Laboratorista de Análises Químicas. A Resolução nº. 71/81 do C.E.E. concede o reconhecimento da Escola.
O Colégio Nossa Senhora de Lourdes está localizado à Praça Ana de Albuquerque, nº 11, na cidade de Cajazeiras, Estado da Paraíba, telefone (83) 3531.1229, site www.cnslpb.com.br e e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. , com funcionamento nos turnos: manhã e tarde, para ambos os sexos, oferecendo os seguintes cursos: Educação Infantil, Ensino Fundamental, Ensino Médio e Normal em Nível Médio.

4. PERFIL DO ESTUDANTE

A comunidade estudantil do Colégio Nossa Senhora de Lourdes é composta de 1.085 estudantes de classes sociais diversificadas, distribuídos entre os cursos: Educação Infantil, Ensino Fundamental – Anos Iniciais e Finais, Ensino Médio e Normal em Nível Médio, cujas rendas mensais variam de menos de 1 (um) a 12 (doze) salários mínimos comprovados através de fichas socioeconômicas e fichas de matrículas. Diante da situação descrita, percebe-se uma diversidade sociocultural, o que torna o processo ensino-aprendizagem mais complexo, uma vez que enquanto escola há a necessidade de atender a demanda das famílias que buscam os serviços oferecidos pela instituição.
É pertinente destacar que temos estudantes das mais diversas religiões, mas a religião predominante é a católica. Os pais possuem em média de um a três filhos. A vida social e de lazer das famílias restringe à frequência as mais diversas igrejas, clubes da cidade, restaurantes e visitas familiares.
No que tange ao processo de ensino e aprendizagem, é perceptível as dificuldades apresentadas pelos estudantes nos componentes curriculares: matemática, química e física.
Considerando a importância dos estudos em casa, a orientação de atividades para casa e o incentivo aos estudos é constantemente estimulada pela instituição através do compromisso docente com os componentes curriculares e com a aprendizagem dos alunos.

5. FILOSOFIA DA ESCOLA

O Colégio Nossa Senhora de Lourdes caracteriza-se como uma escola moderna, inovadora, participativa, democrática e, sobretudo, humana, fundamentada no diálogo, em uma cultura de paz e no princípio da unidade na diversidade.
Imbuída dos princípios de Madre Teresa, fundadora da Congregação das Gerhardinger Irmãs Escolares de Nossa Senhora, e baseada no Projeto Educativo da REDE IENS, o Colégio busca manter viva a chama da UNIDADE, ÉTICA, SOLIDARIEDADE, ESPIRITUALIDADE, COMPETÊNCIA E INOVAÇÃO; valores capazes de levar o estudante a tornar-se sujeito de sua própria história, construtor de uma sociedade mais solidária e justa, corroborando com os pilares da educação: saber ser e saber conviver.
Nossa missão é promover o desenvolvimento integral da pessoa humana fundamentado nos princípios e valores cristãos, e no compromisso com a transformação social.
Nesse sentido, o CNSL em comunhão com os preceitos da Rede IENS, acredita em uma educação pautada na prática da “escola em pastoral” que tem como inspiração Jesus de Nazaré e Maria Teresa de Jesus Gerhardinger, fundadora da Congregação das Irmãs Escolares de Nossa Senhora.
Neste sentido, destaca-se que uma escola em pastoral é estruturada a partir dos seguintes aspectos:

> Bom clima nas relações.
> Processos explícitos de cultivo da espiritualidade com professores, funcionários, alunos e famílias.
> Ação conjunta: pastoral, pedagógico e administrativo.
> Valorização dos colaboradores.
> Inclusão.
> Compromisso com a sustentabilidade.
> Iniciativas cidadãs e sociais.

Ressalta-se, portanto, que para vivenciar a filosofia proposta pelo CNSL e alicerçada pela Rede IENS, os docentes e educadores de apoio devem trabalhar em harmonia, com responsabilidade, ética e compromisso, proporcionando ao longo do processo educativo experiências espirituais, criativas e críticas.

6. OBJETIVOS

A Educação básica conforme a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei 9.394/96), a qual expressa por meio do Art. 21 que:
A educação escolar compõe-se de:

I.Educação básica, formada pela Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio;

Educação infantil – atende crianças até 5 anos em creches (0 a 3 anos) e pré-escolas (4 a 5 anos). Seu objetivo é promover o desenvolvimento integral, “em seus aspectos físico, psicológico, intelectual e social, complementando a ação da família e da comunidade” (art. 29 da LDB).
Ensino fundamental – com duração mínima de nove anos, é a etapa que objetiva o “desenvolvimento da capacidade de aprender, tendo como meios básicos o pleno domínio da leitura, da escrita e do cálculo; a compreensão do ambiente natural e social, do sistema político, da tecnologia, das artes e dos valores em que se fundamentam a sociedade; o desenvolvimento da capacidade de aprendizagem, tendo em vista a aquisição de conhecimentos e habilidades e a formação de atitudes e valores; o fortalecimento dos vínculos de família, dos laços de solidariedade humana e de tolerância recíproca em que se assenta a vida social” (art. 32, LDB).
Ensino médio – é a etapa final da educação básica, com duração mínima de três anos. A Constituição prevê que deve ser progressivamente universalizado, de modo a atender a todas as pessoas que terminam o ensino fundamental, inclusive os jovens e adultos que não tiveram oportunidade de cursá-lo. Pode ser oferecido de forma integrada à educação profissional.

II. Educação superior.

A Lei de Diretrizes e bases da Educação Nacional 9394/96 explicita no Art. 32. que o ensino fundamental obrigatório, com duração de 9 (nove) anos, iniciando-se aos 6 (seis) anos de idade, terá por objetivo a formação básica do cidadão, mediante: (Redação dada pela Lei nº 11.274, de 2006).

I - o desenvolvimento da capacidade de aprender, tendo como meios básicos o pleno domínio da leitura, da escrita e do cálculo;
II - a compreensão do ambiente natural e social, do sistema político, da tecnologia, das artes e dos valores em que se fundamenta a sociedade;
III - o desenvolvimento da capacidade de aprendizagem, tendo em vista a aquisição de conhecimentos e habilidades e a formação /de atitudes e valores;
IV - o fortalecimento dos vínculos de família, dos laços de solidariedade humana e de tolerância recíproca em que se assenta a vida social.

A Lei de Diretrizes e Bases 9394/96 explicita que o Ensino Médio é a “etapa final da educação básica” (Art. 36), no intuito de concorrer para a construção de sua identidade, ou seja, o Ensino Médio passa a ter a característica da terminalidade com a finalidade de:

I- Assegurar a todos os cidadãos a oportunidade de consolidar e aprofundar os conhecimentos adquiridos no Ensino Fundamental;
II - Aprimorar o educando como pessoa humana;
III - Possibilitar o prosseguimento de estudos;
IV - Garantir a preparação básica para o trabalho e a cidadania;
V - Dotar o educando dos instrumentos que permitam “continuar aprendendo”, tendo em vista o desenvolvimento da compreensão dos “fundamentos científicos e tecnológicos dos processos produtivos.” (Art. 35, incisos I e IV).

7. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICO-METODOLÓGICA

“Somos educadores em tudo o que somos e fazemos” (VSE 22)

Uma escola fundamentada numa Educação Libertadora e na Pedagogia Histórico- -crítica não poderá manter-se indiferente aos problemas da sociedade na qual está inserida, uma vez que seu objetivo é a formação de estudantes conscientes, críticos e reflexivos frente aos seus direitos e deveres enquanto cidadãos.
Diante desse paradigma de sociedade, que exige cidadãos conscientes e com conhecimentos para atuarem efetivamente no desenvolvimento político e social desta, a escola não poderá, jamais, ficar a margem desse processo, uma vez que é fato, a importância da contribuição que a educação proporciona na construção de uma sociedade solidária e humana.
Norteado pelas exigências impostas aos indivíduos nesse novo modelo de sociedade, o Colégio Nossa Senhora de Lourdes desenvolve sua prática pedagógica objetivando tornar seus estudantes autorregulados, conscientes do seu fazer e sujeitos capazes de agir com intuito de contribuir para a transformação da sociedade na qual fazem parte.
Para a operacionalização desse fazer pedagógico o Colégio Nossa Senhora de Lourdes adota a tendência pedagógica Crítico-social dos conteúdos; que os concebe de forma viva, concreta e indissociáveis das realidades sociais de acordo com o pensamento de José Carlos Líbâneo (2002 , p. 39).
Na perspectiva Histórico – Crítica, os conteúdos pertencerão às realidades sociais proporcionando ao estudante uma ruptura do “status quo”, ou seja, os conteúdos devem fazer sentido para que sejam vivenciados pelos educandos, quebrando assim as bases sólidas da alienação e das normas ideológicas dominantes.
Na Pedagogia Histórico-Crítica, o estudante é levado a analisar o conhecimento, o que suscita neste, uma ação, que permitirá uma suspensão até o momento de síntese estruturada por ele. A esse processo estabelecido entre o educando e o conhecimento denominados de dialético, não pode haver exposição de conteúdos sem assimilação efetiva pelo educando.
Segundo Luckesi (1994, p.71) os métodos de uma tendência crítico – social dos conteúdos não partem, então, de um saber artificial, depositado a partir de fora, nem do saber espontâneo, mas de uma relação direta com a experiência do aluno, confrontada com o saber trazido de fora.
Em se tratando da metodologia a ser aplicada em uma escola de contexto crítico-social dos conteúdos que tem como objetivo privilegiar a aquisição do saber, por meio da problematização, e que estejam diretamente ligados as questões sociais, é necessário que haja correspondência entre o estudante e a realidade para que possa de fato configurar-se como prática social. Nessa perspectiva, a metodologia não poderá assumir posturas dogmáticas, características da pedagogia tradicional e nem tão pouco, fundamentada em investigações livres inventadas pelos educandos, concepção esta da pedagogia renovada.

Em outras palavras, uma aula começa pela constatação da pratica real, havendo, em seguida, a consciência dessa prática no sentido de referi-la aos termos do conteúdo proposto na forma de um confronto entre a experiência e a explicação do professor. (LUCKESI, 1994, p. 71)

O papel do professor é fazer a mediação entre o estudante e o conhecimento que nasce da interação com o meio natural, social ou cultural. De acordo com Luckesi (1994, p. 71), “o aluno, com sua experiência imediata num contexto cultural, participa na busca da verdade ao confrontá-la com os seus conteúdos e modelos expressos pelo professor.” Para isso acontecer, é necessário um envolvimento do professor no estudo de vida do educando. Mas esse, não é apenas a função do professor, caberá, também a ele a missão de fazer o educando compreender o seu papel e de se esforçar na construção do seu conhecimento. Para isso, deverá propor conteúdos compatíveis com a realidade dos estudantes, o que os levará a motivação efetiva para buscar apreender as informações, como afirma Luckesi (1994, p.72), “por um esforço próprio, o aluno se reconhece nos conteúdos e modelos sociais apresentados pelo professor, assim, pode ampliar sua própria experiência.”
Ainda como pressuposto teórico-metodológico, o Colégio Nossa Senhora de Lourdes vivencia em sua prática educativa os princípios educacionais de Maria Teresa de Jesus Gerhardinger fundadora da Congregação das Irmãs Escolares de Nossa Senhora, alinhados diretamente com o Projeto Educativo Pastoral- REDE IENS.
Segundo o Projeto Educativo Pastoral, a aprendizagem constitui-se como processo de desenvolvimento humano que inclui experiências, vivências, interações e relações construídas pelo estudante no meio físico e social, articulando, compreendendo e produzindo conhecimentos.
Madre Teresa tinha como preceito que a simples transmissão de conhecimentos não tem valor. A verdadeira educação é aquela que humaniza e transforma.
Embasado nesse propósito, cumpre assinalar que o Colégio Nossa Senhora de Lourdes adota uma postura pedagógica que envolve atividades que favorecem a uma efetiva aprendizagem , tais como: palestras, seminários, debates, júri simulado, maratona de leitura, simulados, trabalhos individuais e coletivos, exercícios orais e escritos e atividades extraclasse (estudo de campo), gincanas, mostras de ciências e debates em sala de aula. E quanto à formação docente, essa ocorre mensalmente por áreas de conhecimento e semanalmente com os professores dos cursos de Ed. Infantil e Ensino Fundamental Anos Iniciais, e semestralmente com todos os professores, o que demonstra o compromisso com uma educação alicerçada em habilidades e competências e, acima de tudo, com princípios e valores cristãos.
Acreditando e seguindo o exemplo de Madre Teresa, o Colégio Nossa Senhora de Lourdes, em comunhão com o Projeto Educativo Pastoral- REDE IENS, considera que a aprendizagem deve ser o foco do trabalho educativo em todas as suas dimensões, porque a aprendizagem é libertadora. Nesse sentido, acredita-se que ajudar o estudante a aprender é uma tarefa complexa e desafiadora que exige competência técnica e científica, pois intervir pedagogicamente é ajudar o estudante aprender a apreender, o que significa, então, que intervir pedagogicamente é mediar à ação educativa e, assim, deixar aprender.

8. DIAGNÓSTICO

Entendido como processo permanente dentro da instituição que objetiva identificar às reais necessidades da comunidade escolar, o diagnóstico possibilita a melhoria da qualidade do ensino, pois implica tomada de decisões que influenciarão diretamente no redirecionamento de ações e metas estabelecidas. Sinaliza até que ponto a escola necessita refletir sua prática para a construção de uma sociedade mais justa.
Em nossas reflexões enquanto comunidade educativa, sentimos a necessidade de discutir, coletivamente, temas como: inclusão social; família e escola; formação continuada de docentes e não docentes e, principalmente, pesquisa de ações que forneçam uma aprendizagem significativa.

8.1 FORMAÇÃO CONTINUADA

Ao discutirmos a formação continuada dos educadores no cotidiano da escola, determina-se a nossa intenção, como Colégio Nossa Senhora de Lourdes, em assumir a formação do educador em serviço, como um meio de melhoria da sua competência para uma prática melhor qualificada e que favoreça melhores resultados para a instituição, no que concerne a formação acadêmica e humana dos educandos.
Acreditamos que a formação continuada faz-se necessária para todos os educadores e é capaz de gerar mudanças no processo político-educacional, como também conscientizar os docentes a participarem e construírem novos conhecimentos, inovando assim suas práticas pedagógicas.
Mesmo diante de um cotidiano educativo que se apresenta com dificuldades para a organização de um projeto de formação continuada mais amplo, a nossa instituição mantém um programa para seus profissionais de forma singular em nossa região. Propostas como o ENPROUNI (Encontro de Professores em Unidade) semestral, encontros de área mensal, simpósios de educação, cursos internos e externos, apoio pedagógico e administrativo e, principalmente, a troca de informações.
Podemos dizer que as atividades citadas fazem referência à positividade do trabalho desta instituição. Vale destacar a participação e a responsabilidade de todos os educadores nos encontros pedagógicos, o apoio pedagógico às famílias dos alunos, a dedicação aos eventos escolares e, consequentemente, a disposição em aprender.
Entretanto, algumas falhas apresentam-se na prática dessa formação dentro do nosso colégio como o tempo dos profissionais destinados para essa formação, os problemas na unidade docente, o acúmulo de tarefas burocráticas e a inconstância de temas para a formação, ocasionada por problemas internos, impedindo assim uma visão articulada da escola como um todo, princípio básico da competência docente.
Para que tais problemas não avancem, o Colégio Nossa Senhora de Lourdes propicia diversos aparatos para uma melhor aprendizagem como a instrumentalização e disposição de tecnologia didático-pedagógica, tanto para a prática docente como para a auto-formarão, através do acompanhamento dos setores pedagógico e administrativo.
Enfim, buscamos como escola uma formação qualitativa, que contribua gradativamente com a melhoria do ensino, viabilizando as transformações e buscando novas estratégias para as inovações em sua práxis pedagógica, de forma a aperfeiçoar continuadamente a competência docente, como também dos demais assistentes que compõem o sistema formal de ensino dessa instituição abrindo um espaço amplo, uma Política de Formação dos Educadores em Serviço, explanada em programas diversificados que atendam aos anseios dos profissionais da nossa comunidade educativa.

8.2 DIVERSIDADE E INCLUSÃO

A diversidade e inclusão têm sido tema de debate na atual conjuntura educacional. As legislações educacionais garantem o direito às crianças e jovens deficientes de se matricularem em escolas de ensino regular e que estas deverão apoiá-las afetivamente e pedagogicamente proporcionando-lhes meios que contribuam para o desenvolvimento pleno como seres humanos e cidadãos.
Quando se fala em diversidade e inclusão não se pode esquecer do negro e do índio, conforme o que preceitua a Lei Nº 10.645/08 (Cultura afro-brasileira e indígena) e o Art. 58 da LDB 9394/96 (da Educação Especial) e, ainda, dos marginalizados socialmente. Desta forma, o preconceito se configura como um dos grandes entraves à educação inclusiva. Crianças com as mais diversas deficiências, com dificuldades de aprendizagem, de relacionamento; negros ou indígenas são vistos, em algumas situações, como incapazes.
Os obstáculos estão presentes dentro e fora da escola e dificultam o processo de inclusão. As famílias, juntamente com toda comunidade escolar, precisam se conscientizar do seu papel nos esforços empreendidos pela escola que valorizam as habilidades e competências desses alunos dentro e fora da sala de aula.
Os estudantes com deficiências não podem ser considerados incapazes e devem receber atendimento que lhes proporcionem condições para desenvolver todas as suas potencialidades dentro de suas limitações. Como explicita Vygostsky: “O ser humano cresce num ambiente social e a interação com outras pessoas é essencial ao seu desenvolvimento.”
O primeiro passo para a inclusão é vivenciá-la. Nessa perspectiva, o CNSL tem avançado, pois tem alunos com deficiência matriculados, sendo assistidos por professores e profissionais com especializações em Educação Inclusiva, bem como pedagogos e psicopedagogos.

8.3 ESCOLA E FAMÍLIA

Cada vez mais é constante os esforços empreendidos pelo CNSL para que a relação entre a família e a escola seja fortalecida. E isso é percebido quando a escola em todas as suas atividades convida os pais a participarem de seus eventos, suas celebrações e ainda para o acompanhamento personalizado do educando, o que contribui para a sua formação integral.
É verdade, porém, que o maior problema enfrentado nessa relação é a falta de tempo que as famílias têm para comparecerem à escola e assistenciarem os filhos, tornando assim, os processos educativos mais satisfatórios.
A escola cumpre seu papel, mantendo os pais sempre informados, porém não é suficiente. É preciso implantar projetos que possam, inclusive, resgatar ainda mais os laços com as que já comparecem à escola.
Vale salientar que a autonomia dada aos educadores do CNSL contribui em muito para que as famílias deem mais credibilidade a instituição. Porém, a melhoria da qualidade de atendimento, a segurança na oferta dos processos educativos são elementos-chave para que diminua, em grande escala, o distanciamento que possa existir entre família e escola, o que é estritamente necessário, tendo em vista que dessa unidade depende o sucesso do estudante.

8.4 PLANEJAMENTO PARTICIPATIVO

Planejamento Participativo é um processo de tomada de decisões e de comunicação sobre os objetivos que se deve atingir no futuro visando transformar uma dada realidade.
Há alguns princípios norteadores para o planejamento em uma instituição de ensino, desde a estrutura física, atividades pedagógicas e as atividades desenvolvidas pelas equipes de apoio.
Ressaltamos que para que esse se caracterize como participativo é essencial que toda a comunidade escolar esteja envolvida nas atividades para que as tomadas de decisões sejam coletivas. Podemos citar como principais atividades que suscitam um planejamento participativo o ENPROUNI (Encontro de Professores em Unidade), Encontros por e entre áreas de conhecimentos e/ou cursos; Semana Cultural e Desportiva, Olimpíadas Interna entre outros.
Entendemos assim que o planejamento participativo, como anseio de todos, deve contemplar os valores da unidade, ética e comprometimento.

9. ORGANIZAÇÃO CURRICULAR

A Lei 11.274/96 ampliou o Ensino Fundamental de oito (08) para nove (09) anos, a partir dos seis (06) anos de idade, sendo, portanto gratuito e obrigatório nas instituições públicas, objetivando a formação básica do cidadão conforme disposto no art. 32 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação, obedecendo aos componentes curriculares da Base Nacional Comum e Parte Diversificada (art. 26 e 27 da Lei 9394/96 – e Conselho Municipal de Educação).
Ainda como parte integrante do currículo, levar-se-á em consideração a formação humana, baseada em valores fundamentais aos interesses sociais, aos direitos e deveres do cidadão, respeitando suas vivências e também, apoiando atividades desportivas.
Frente ao exposto, faz-se necessário destacar que a organização curricular do Colégio Nossa Senhora de Lourdes fundamenta-se no Projeto Educativo Pastoral da REDE-IENS (2016) quando explicita que,
o planejamento curricular assume a característica participativa, que prima pela interação entre estudantes, objeto(s) de estudo definidos nas áreas de conhecimento, e o professor, num processo em que todos os elementos que atuam nessas interações são considerados, bem como os acordos didáticos estabelecidos, regras e compromissos, que ensejam as relações de aprendizagem. (PROJETO EDUCATIVO PASTORAL, 2016, p. 76)

A proposta curricular do primeiro ano do Ensino Fundamental terá como princípio, contribuir para o desenvolvimento integral da criança, respeitando-a, valorizando-a e propiciando intervenções pedagógicas adequadas ao seu processo de construção de conhecimento no âmbito da leitura e da escrita, bem como do raciocínio lógico-matemático e, da formação de valores e atitudes fundamentais para a vida pessoal e para a convivência social (art. 10 da Resolução 340/06 CEE).

9.1 EDUCAÇÃO INCLUSIVA

De acordo com a LDB n° 9394/96 em seu art. 58, a Educação Inclusiva, pela Lei, tratada como Educação Especial deverá ser oferecida, preferencialmente na rede regular de ensino para educandos com Deficiências.
O Plano Nacional da Educação Lei nº 8.035/2010, as Diretrizes Nacionais para a Educação Especial – Resolução do Conselho Nacional de Educação CNE/CEB nº 2/2001 e a Resolução nº 04/2009 referendam o parâmetro de Educação Inclusiva proposto pelo colégio Nossa Senhora de Lourdes.
Nessa perspectiva, o CNSL oferece a seus profissionais formação teórico-metodológica que os habilite a lidar com essa nova realidade educacional, isso por entendermos que para a superação de tais necessidades, requer estudo para que se possa atuar com eficácia no processo ensino e aprendizagem.
Para complementação do fazer pedagógico da sala de aula comum, o Colégio Nossa Senhora de Lourdes conta com sala multifuncional que é um espaço organizado com material didático pedagógico para o atendimento aos alunos com Deficiência Física, Intelectual, Visual, Auditiva, Altas Habilidades e/ ou Superdotação e Transtornos Globais do Desenvolvimento, como atividade de complementação e suplementação curricular.
No que tange ao currículo, este adequa-se as necessidades dos educandos especiais, com terminalidade específica para àqueles que não atingirem o nível exigido para a conclusão do Ensino Fundamental em virtude de suas deficiências. (art. 58 da LDB 9394/96).

9.2 HISTÓRIA AFRO-BRASILEIRA E AFRICANA

A Lei nº. 10.639/03 – MEC estabelece as diretrizes curriculares instituindo a obrigatoriedade do ensino de História da África e dos africanos no currículo do Ensino Fundamental, regatando historicamente a contribuição dos negros na construção e formação da sociedade brasileira.
Com relação aos temas afro-brasileiros e africanos as DCN's especificam que:
O ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana, a educação das relações étnico-raciais se desenvolverão no cotidiano das escolas, nos diferentes níveis e modalidades de ensino, como conteúdo de disciplinas, particularmente, Educação Artística, Literatura e História do Brasil, sem prejuízo das demais, em atividades curriculares ou não, trabalhos em salas de aula, nos laboratórios de ciências e de informática, na utilização de sala de leitura, biblioteca, brinquedoteca, áreas de recreação, quadra de esportes e outros ambientes escolares. (BRASIL, 2004, p. 21)

O componente curricular História no Ensino Fundamental e no Ensino Médio deverá contribuir no combate ao racismo, a desigualdade social reeducando nossos educandos para o respeito a diferentes etnias, bem como, despertar nos educandos negros o valor que possuem como cultura e história do povo brasileiro.
No Colégio Nossa Senhora de Lourdes, os conteúdos e metodologias serão direcionados na intenção de desfazer as mentalidades racistas e discriminadoras seculares, superando, por sua vez o etnocentrismo aqui deixado como legado pelos europeus responsáveis pela nossa colonização.
Essa perspectiva pedagógico-metodológica terá início no primeiro ano até o nono ano do Ensino Fundamental, estendendo-se para o Ensino Médio, utilizando-se da interdisciplinaridade como meio de contextualizar o conhecimento e as vivências acerca do tema.

10. MODALIDADES DE ENSINO EXISTENTES NA ESCOLA

• Educação Infantil – Resolução 02/2008 - do Conselho Municipal de Educação – com crianças de 02 a 05 anos. Obedecendo a seguinte nomenclatura:
Maternal II – creche – crianças que completarem 02 anos até 31/12 do corrente ano;
Maternal III – creche – crianças que completarem 03 anos até 31/12 do corrente ano;
Pré I – pré-escola – crianças que completarem 04 anos até 31/12 do corrente ano;
Pré II – pré-escola – crianças que completarem 05 anos até 31/12 do corrente ano;

• Ensino Fundamental – Resolução nº. 273/2010 do Conselho Estadual de Educação
Ensino Fundamental (anos iniciais) 1º ao 5º ano – Lei 11.274/06 – a partir de 06 anos;
Ensino Fundamental (anos finais) 6º ao 9º ano – Resolução nº. 273/2010 do CEE;
Turno: manhã

•Ensino Médio – (1º ao 3º ano) – Resolução nº. 212/2010 do CEE;
Turno: manhã e tarde (extensivo para o 1º, 2º e 3º ano do Ensino Médio)

•Normal em Nível Médio (1º ao 4º ano) – Resolução nº. 261/2008 do CEE;
Turno: tarde

11. OBJETIVOS DAS MODALIDADES DE ENSINO

EDUCAÇÃO INFANTIL – como primeira etapa da Educação Básica, a Educação Infantil tem por objetivo o desenvolvimento integral da criança até 5 anos de idade, em seus aspectos físico, psicológico, intelectual e social, a fim de que essa criança desenvolva uma imagem positiva de si e tornar-se mais independente, conhecedora de suas capacidades utilizando-se de diversas linguagens (verbal, gráfica, plástica, corporal, musical e matemática) ajustadas as suas necessidades.
ENSINO FUNDAMENTAL – com duração mínima de 9(nove) anos, destina-se a formação do cidadão e o desenvolvimento da capacidade de apreender, tendo como meios básicos, o pleno domínio da leitura e da escrita e da interpretação, do raciocínio lógico-matemático e do cálculo, para que possa atuar solidariamente em situações cotidianas e valorizar, também, a diversidade do patrimônio ético-cultural brasileiro reconhecendo-o como direito de todos.
Ressalta-se como objetivo do PRIMEIRO E SEGUNDO ANOS do Ensino Fundamental contribuir para a aprendizagem da criança com 6 (seis) e 7 (anos) anos de idade para que essa se aproprie das linguagens: oral, escrita e matemática dentro de uma prática que envolva o lúdico e que vise a interação dos aspectos físicos, emocionais, cognitivos, linguísticos e sociais.
ENSINO MÉDIO – Proporcionar aos jovens uma educação que evangeliza, personaliza e que ajuda-os a desenvolver plenamente o seu pensamento crítico frente aos conteúdos programáticos e aos valores adquiridos nos anos anteriores, contribuindo na percepção de suas potencialidades e no empreendimento dos conhecimentos científicos, tornando-os autônomos para uma escolha profissional que os realize e para se tornarem cidadãos integrados à uma sociedade em constante transformação.
ENSINO NORMAL EM NÍVEL MÉDIO – com duração de 04(quatro) anos letivos com carga-horária de 4800h, incluindo 800h práticas e 400h teóricas, tem como objetivo: investir na formação personalizada promovendo o resgate da identidade do papel do professor, a possibilidade do trabalho coletivo que distingue o exercício da cidadania e a proposição de renovadas práticas pedagógicas.

12. PLANEJAMENTO E AVALIAÇÃO

O planejamento deve ser considerado um dos principais instrumentos que norteiam a ação educativa, pois ele sinaliza as estratégias para a tomada de decisões mais eficazes dentro do processo ensino e aprendizagem. O ato de planejar não ser apenas técnico, mas filosófico, político e científico.
Nas escolas da Rede-IENS (2016), o planejamento assume característica participativa, com integração dos conhecimentos e saberes com enfoque interdisciplinar, num processo metodológico dinâmico e desafiador com definido para a aprendizagem.
Segundo Luckesi (2014), o ato de planejar é a atividade intencional pela qual se projetam fins e se estabelecem meios para atingi-los. Por isso, não é neutro, mas ideologicamente comprometido.
Diante do exposto, é possível afirmar que o CNSL desenvolve o seu fazer pedagógico na perspectiva do planejamento participativo, concretizando-se nos encontros de áreas (mensais) para realização de estudos acerca do Projeto Político-Pedagógico e de temas que favoreçam a melhoria do processo de ensino e aprendizagem, bem como na elaboração dos planos de curso, de unidade, nas atividades extracurriculares, nos projetos trimestrais e/ou semestrais e nos estudos de campo.
Como elemento indissociável do planejamento, a avaliação assume uma perspectiva que ultrapasse a visão tradicional, onde o aluno é julgado mediante, e apenas conceitos e notas numéricas e possa superar esse caráter de terminalidade de conteúdos aprendidos.
O ato de avaliar é uma ação permanente do cotidiano da instituição educacional. Ação esta que envolve vários sujeitos na busca pela plena efetivação do processo de ensino e aprendizagem. Neste sentido, a Rede IENS destaca sua crença numa avaliação emancipatória que transita do diagnóstico ao acompanhamento sistemático e reflexivo do currículo e do processo de aprendizagem.
Diante do contexto no qual está inserido, o Colégio Nossa Senhora de Lourdes corrobora com a Rede IENS e reforça a importância da avaliação diagnóstica e formativa para a emancipação da relação pedagógica, por entender que o processo avaliativo é uma reflexão permanente sobre prática do educador.
A avaliação do rendimento escolar do Colégio Nossa Senhora de Lourdes é realizada em 3 trimestres, com no mínimo, dois exercícios de verificação da aprendizagem, em cada componente curricular a partir do 3º ano do Ensino Fundamental – Anos Iniciais. Na Educação Infantil e no 1º e 2º anos do Ensino Fundamental, a prática avaliativa acontece mediante o acompanhamento cotidiano e o registro do desenvolvimento da criança nas atividades propostas, visando o desenvolvimento integral da mesma e a construção da autonomia.
No que concerne ao Conselho de Classe, esse é constituído por todos os professores de cada ano juntamente com a Gestão Administrativa, Coordenação Pedagógica, Regentes, Líderes de sala e Representação de Pais, bom como com a Secretária do Colégio que registra na ata as observações destacadas por todos os presentes. Esse Conselho se reúne ordinariamente no final de cada trimestre para avaliação do processo de ensino e aprendizagem de cada turma.
O Conselho de Classe tem o intuito de colaborar para a melhoria do processo ensino-aprendizagem através do diagnóstico e da busca de alternativas de ação.

São atribuições do Conselho de Classe:

1. analisar dados referentes ao desenvolvimento do aluno no processo de aprendizagem; da relação professor-estudante e estudante e estudante; e, de outros assuntos específicos de cada turma;
2. Sugerir medidas pedagógicas a serem adotadas, visando superar as dificuldades detectadas;
3. Propor ações diferenciadas de acordo com a realidade de cada turma, visando a melhoria do processo de ensino e aprendizagem.

No final do ano letivo realiza-se o Conselho de Classe Final com intuito de analisar os casos dos estudantes que não atingiram a média a partir de critérios previamente estabelecidos.
Quanto a recuperação, cumpre ressaltar que essa dar-se-á trimestralmente, considerando o processo contínuo previsto pela legislação vigente cujo objetivo é a reestruturação dos conteúdos não assimilados durante o trimestre para que as deficiências existentes no processo sejam corrigidas
Participarão da recuperação, os alunos que atingirem nota inferior a 7,0 (sete) em cada um dos instrumentos de avaliação, conforme explícita no art. 96 § 2º do Regimento Interno. Prevalecerá a nota maior de cada instrumento avaliativo para resultado da média trimestral. No que tange ao período de revisão, ela acontecerá durante cada trimestre por meio de diagnose e retroalimentação dos conteúdos, anteriormente ao calendário de recuperação, para que numa continuidade sejam ofertados estudos para recuperar o que não foi apreendido, de acordo com o § 1° do art. 69 da resolução 188/98 do CEE.
Em se tratando da Língua Portuguesa no instrumento avaliativo ‘produção textual’ adota o procedimento de reestruturação textual em período corrente de aula e não sendo contemplado no calendário de recuperação trimestral.
Como instrumentos avaliativos aplicados consideram-se: a realização de exercícios de verificação orais e escritos, seminários, trabalhos individuais e coletivos, simulados, atividades extraclasse e tantos outros que se fizerem necessários e possíveis, obedecendo aos critérios previamente definidos.
Quanto à aprovação, será exigido do aluno a frequência mínima de 75% do total da carga horária anual, conforme reza o art. 75 da Resolução 188/98 do CEE e, a média mínima estabelecida para a sua aprovação.

13. RECURSOS

Financeiros:
A escola possui autonomia financeira provenientes das anuidades, alugueis de salas e espaços escolares e de atividades extracurriculares.

Didáticos:
Televisor (07), aparelho de som (23), microfones (12), câmera digital (01), computador (52), impressora (08), caixa de som amplificada (03), datashow (22), retroprojetor (03), jogos educativos (coleções) (50), enciclopédias (10), tela (02), mesa de som completa (02), mapas (59), planetário (01), globo terrestre (01), ar condicionado (84), ventiladores (55).

Humanos:
Diretor (01), vice-diretor (01), coordenador (04), professor (58), educador de apoio: jardineiro (01), porteiro (04), auxiliar de serviços gerais (11), vigilante (02), bibliotecário (01), secretaria (01), técnico em informática (01), tesoureiro (01), psicóloga (01), auxiliar administrativo (13)

14. EMENTÁRIO

ENSINO FUNDAMENTAL – ANOS INICIAIS

1º ANO

LÍNGUA PORTUGUESA
Estudo de gêneros textuais. Desenvolvimento da leitura, interpretação e escrita espontânea de textos diversos. Aprofundamento das convenções gráficas. Busca da compreensão da natureza alfabética do sistema de escrita (letra/som). Construção de hipóteses da escrita alfabética e de textos lidos. Diferenciação visual e escrita das letras bastão e cursiva. Ampliação, gradativa das possibilidades de comunicação oral e escrita. Desenvolvimento do uso funcional da linguagem oral e escrita, visando à formação do ser humano expressivo, criativo, competente, crítico e transformador.

MATEMÁTICA
Construção de conhecimentos para identificação de semelhanças e diferenças entre elementos, classificação, ordenação, seriação, conceito de número e numeral. Comparação entre números e quantidades, identificação de unidades e dezenas. Aquisição sobre o estudo do sistema monetário brasileiro, unidades de medidas e massa. Aprofundamentos sobre as operações de adição e subtração. Interpretação de situações-problema usando a linguagem matemática. Introdução à multiplicação, divisão e centena. Interpretação de gráficos e tabelas. Identificação de figuras geométricas. Busca de compreensão de grandezas e medidas, espaço e forma.

CIÊNCIAS
Estudo do corpo humano e dos sentidos. Compreensão sobre a importância da limpeza do corpo, do ambiente e, de uma boa alimentação para obtenção da saúde. Apreciação da natureza como um todo dinâmico, sendo o ser humano parte integrante e agente de transformações do mundo em que vive. Compreensão da saúde como bem individual e comum que deve ser promovido pela ação coletiva. Entendimento da tecnologia como meio para suprir necessidades humanas, distinguindo usos corretos e necessários daqueles prejudiciais ao equilíbrio da natureza e ao homem. Análise de temas sobre o ambiente, os animais e as plantas. Construção de conhecimentos relacionados aos fenômenos da natureza.

HISTÓRIA
Compreensão da sua própria história, sua forma de viver e de se relacionar com o outro. Identificando as diferenças e semelhanças entre as histórias vividas por outras pessoas e grupos sociais. Conhecimento do modo de ser, viver e trabalhar de alguns grupos sociais da atualidade e do passado. Percepção sobre como os homens se relacionam entre si e com a natureza. Participação em brincadeiras que envolvam jogos e canções relacionadas às tradições culturais da sua comunidade. Conhecimento da origem e símbolos de Cajazeiras, bem como a bandeira da entidade escolar.

GEOGRAFIA
Discussão acerca da questão da moradia. Observação e comparação das paisagens do lugar onde mora, das relações entre o homem, o espaço e a natureza. Reflexão sobre a interferência do homem na natureza e, consequentemente, na forma e na qualidade de vida das pessoas e de outros seres. Conhecimento das regras de trânsito para ter boa convivência. Entendimento das normas de convivência harmônica na escola. Favorecimento do desenvolvimento de habilidades de pensamento como: observar, explicar, comparar, relacionar e representar as características do lugar em que vivemos, assim como as diferentes paisagens.

ARTE
Identificação de diferentes produções artísticas. Ampliação das possibilidades expressivas, utilizando gestos diversos e ritmo corporal nas brincadeiras, danças, jogos e demais situações de interação. Apreciação de obras musicais e artísticas de diversos gêneros, estilos, épocas e culturas, tendo em vista que música e dança são áreas de conhecimento, importantes para o enriquecimento de experiências individuais e coletivas. Sensibilização para as potencialidades das crianças, promovendo a construção e compreensão de códigos próprios que proporcionem a alfabetização visual e a potencialização constante da capacidade inventiva.

EDUCAÇÃO FÍSICA
Aquisição e interação da linguagem corporal. Participação em atividades desportivas coletivas e individuais. Aprimoramento da prática de atividades desportivas como: alongamento, aquecimento, exercícios competitivos e recreação. Aperfeiçoamento da coordenação motora ampla e fina e do equilíbrio corporal.

ENSINO RELIGIOSO
Reflexão sobre temas que desperte o comportamento ético, moral, fraternal, respeitoso e solidário, cultivando valores que ajudarão a ser um ser humano feliz e responsável perante a natureza e o mundo.

LÍNGUA INGLESA
Estudo da língua por meio de situações cotidianas e dinâmicas. Explicitação do desenvolvimento das habilidades de speaking e listening (falar e ouvir).

INFORMÁTICA EDUCATIVA
Utilização do computador como recurso pedagógico aliado a temas atuais divididos em projetos: eu sou assim, eu compartilho, eu respeito e eu valorizo. Noções básicas de informática e navegação em softwares educativos como gcompris, caras, microkids Studio, casa arrumada, reciclagem e guarda roupa mk. Produção de pequenos textos utilizando o editor de texto Word, além da navegação pelo virtual Box com softwares do grupo RCT.

2 º ANO

LÍNGUA PORTUGUESA:
Construção de aquisição de competências linguísticas através da leitura e interpretação de diferentes gêneros textuais. Desenvolvimento de produção escrita, individual e coletiva de diferentes gêneros. Caracterização de abordagem dos temas gramaticais pertinentes ao nível de cognição do educando. Orientação sobre o manuseio do dicionário.
MATEMÁTICA:
Busca de conhecimentos entre diferentes elementos, classificação, ordenação e seriação. Comparação entre números e quantidades, unidade, dezena e centena. Busca de compreensão sobre o sistema monetário brasileiro. Estudo de operações de adição, subtração, multiplicação e divisão. Interpretação de situações-problema usando a linguagem matemática. Análise de figuras geométricas. Estudo de grandezas, medidas, simetria e tabuada.

HISTÓRIA
Busca de compreensão de que cada um de nós tem sua própria história, sua forma de viver e de se relacionar com o outro. Identificação de diferenças e semelhanças entre as histórias vividas por outras pessoas e grupos sociais em diferentes tempos. Caracterização do modo de ser, viver e trabalhar de alguns grupos sociais do presente e do passado, bem como a rotina e convivência em casa e na escola. Desenvolvimento de brincadeiras que envolvam histórias, jogos e canções relacionadas às tradições culturais da sua comunidade, conhecendo os direitos das crianças e exercendo a cidadania. Reflexão sobre a mudança das pessoas com o tempo. Análise da passagem do tempo. Reflexão sobre as diversidades históricas e culturais do município de Cajazeiras, bem como a Africana.

GEOGRAFIA
Levantamento sobre a questão da moradia, pessoas e nomes. Reflexão sobre a interferência do homem, do lugar onde mora, relações, forma e na qualidade de vida das pessoas e de outros seres. Valorização do espaço escolar e reconhecimento da importância deste espaço na formação do ser. Estudo do trânsito, da geografia da rua, das regras de boa convivência no mesmo e os serviços públicos oferecidos. Busca de compreensão das normas de convivência e harmônicas na escola. Estudo das representações geográficas do município de Cajazeiras e o Brasil indígena.

ENSINO RELIGIOSO
Estudo de temas que elejam a identidade, a família e a solidariedade como elementos motivadores da educação para a prática de princípios democráticos capazes de concretizar um projeto digno de uma vida futura. Reflexão sobre os valores a atitudes indispensáveis para o bom convívio, bem como a humildade, a união o perdão e a lealdade.

EDUCAÇÃO FÍSICA
Fundamentação de teorias acerca de atividade desportivas coletivas e individuais. Orientação sobre práticas de atividades desportivas e recreação.

CIÊNCIAS
Estudo do ambiente, seres vivos, animais, o corpo, a saúde e as plantas. Levantamento sobre os desafios ambientais, importância de uma alimentação saudável para ter uma boa saúde. Preservação do ambiente e da vida. Estudo dos fenômenos da natureza.

ARTE
Caracterização de diferentes produções artísticas. Investigação das possibilidades expressivas, expressão corporal e formas visuais utilizando gestos diversos e ritmo corporal nas brincadeiras, danças, músicas, jogos, teatro e demais situações. Análise de materiais, instrumentos e procedimentos variados da arte. Demonstração de emoções por meio de imagens e interpretações revelando a essência do ser.

LÍNGUA INGLESA
Estudo da Língua Inglesa por meio de situações cotidianas. Auxílio às relações sociais e culturais do aluno; Desenvolvimento das habilidades de speaking e listening (falar e ouvir).

INFORMÁTICA EDUCATIVA
Conhecimento dos recursos da tecnologia e sua aplicação no contexto ensino-aprendizagem através de temas atuais como: mundo encantado da arte, aprender é divertido, quer uma carona? Estudo e produção nos softwares mk gibi, espaço da arte, imagem e ação, revistas, impressos e gcompris. Aplicação de temas sobre o município no Power point.

3º ANO

LÍNGUA PORTUGUESA
Aquisição de competências linguísticas através da leitura e interpretação de diferentes gêneros textuais. Produção escrita de textos variados. Construção da segmentação e da escrita correta das palavras. Aplicação de uso correto do dicionário para fins diversos. Ordenação de palavras conforme o alfabeto. Estudo de vogais, consoantes e sílaba. Aplicação de pontuação e da acentuação. Comparação entre sinônimo e antônimo. Caracterização de frases. Compreensão dos temas gramaticais pertinentes ao nível da cognição do educando.

MATEMÁTICA
Estudo de números no dia a dia. Aplicação de composição e decomposição de números. Contagem de números até 1000. Comparação de números. Aplicação de operações de adição, subtração, multiplicação e divisão. Estabelecimento de relações entre situações cotidianas e o uso do dinheiro. Estudo de medidas de tempo, de comprimento, de massa e de capacidade. Interação de situações-problema envolvendo as quatro operações. Busca de compreensão do sistema de numeração decimal. Construção de figuras simétricas e assimétricas. Reflexão sobre a economia no dia a dia. Estudo de sólidos geométricos.

CIÊNCIAS
Estudo sobre materiais e invenções. Reflexão sobre o uso dos materiais. Pesquisa de invenções. Investigação sobre as plantas. Aprofundamento sobre o ciclo de vida das plantas. Estabelecimento de relação entre plantas e outros seres. Caracterização de invertebrados e vertebrados. Estudo da reprodução animal. Estudo sobre o corpo humano. Reflexão sobre a saúde das pessoas. Busca de compreensão sobre saneamento e saúde.

GEOGRAFIA
Estudo dos lugares. Orientação no espaço. Análise de paisagens. Aquisição de conhecimentos sobre a água. Reflexão sobre a transformação das paisagens. Análise da ação humana sobre a paisagem. Caracterização de ambientes. Discussão sobre a preservação do meio ambiente e sobre serviços públicos.
HISTÓRIA
Caracterização do local em que vivemos e das moradias ao redor. Estudo do cotidiano das cidades. Reflexão sobre o trabalho nas cidades e de questões sobre a diferença entre as cidades. Análise do desenvolvimento das cidades no Brasil. Diferenciação do trabalho nas fábricas e engenhos. Aprofundamento sobre os meios de comunicação e de transporte. Estudo sobre a vida dos povos indígenas.

ENSINO RELIGIOSO
Reflexão sobre o valor de todos nós. Busca de compreensão sobre o servir. Caracterização dos jeitos de liderar. Estabelecimento de relações em vocações e dons de Deus. Valorização do papel de cada um. Estabelecimento de relações entre o chamado de Deus e a fé. Reflexão sobre os jeitos de atender a Deus. Discussão sobre o valor da liberdade. Aprofundamento sobre as leis de Deus. Interpretação das mensagens enviadas aos profetas de Deus. Fundamentação sobre o Reino de Deus. Estabelecimento sobre a relação sobre a espiritualidade e as práticas cotidianas.

EDUCAÇÃO FÍSICA
Aplicação de técnicas de ginástica. Desenvolvimento de ginástica com e sem elementos. Coordenação dinâmica geral. Desenvolvimento do equilíbrio, da agilidade e do esquema corporal. Experimentação de atividades pré-desportivas. Verificação da velocidade e resistência. Manejo de bola. Aplicação de jogos de intensidade fraca, moderada e forte com e sem elementos. Participação de jogos para integração ao grupo. Busca de compreensão de postura e higiene. Experimentação de hábitos alimentares.

ARTE
Estudo sobre obras de Arte. Caracterização do autorretrato e de personagens. Experimento de técnicas artesanais. Comparação de biotipos. Compreensão dos diversos tipos de culturas. Reflexão sobre as influências indígenas e africanas. Manipulação de imagens.

LÍNGUA INGLESA
Explicitação de uma segunda língua relacionada ao conhecimento de outras culturas; Busca de compreensão de novo vocabulário e aprendizado de mais uma forma de se comunicar; Desenvolvimento das habilidades de speaking e listening (falar e ouvir).

INFORMÁTICA EDUCATIVA
Compreensão da Informática na educação e do uso do computador na escola como recurso pedagógico para o entendimento de assuntos atrelados aos projetos da escola através de utilização de softwares educativos como microkids Studio. Desenvolvimento de trabalhos autorais com a produção de livro virtual no edilim. Noções básicas de informática como o estudo do Power point e Excel na elaboração de trabalhos didáticos. Introdução de lógica de programação com a utilização software scratch.

4º ANO

LÍNGUA PORTUGUESA
Aquisição de competências linguísticas através da leitura e interpretação de diferentes gêneros textuais. Construção de produção escrita de diferentes gêneros textuais. Busca de compreensão dos temas gramaticais pertinentes ao nível da cognição do educando. Orientação sobre o manuseio correto do dicionário. Estruturação da escrita registrada por diferentes meios, principalmente pela mão humana, resultando na letra manuscrita ou cursiva.

MATEMÁTICA
Aprofundamento sobre o desenvolvimento lógico matemático através de situações-problema. Caracterização dos sólidos geométricos. Descrição do sistema de numeração romana e decimal. Estudo das quatro operações matemáticas, considerando regras e conceitos. Detalhamento do senso numérico, usando as medidas, frações e as possibilidades do cotidiano. Estabelecimento de relações entre figuras simétricas e assimétricas.

CIÊNCIAS
Estudo do Universo e sua relação com os elementos que o compõe. Caracterização dos planetas que formam o Sistema Solar. Busca de compreensão dos diferentes tipos de solo. Caracterização do planeta Terra. Caracterização das propriedades do ar. Estudo sobre os vegetais. Reflexão sobre a vida dos animais. Orientação sobre uma boa alimentação para o desenvolvimento saudável.

ARTE
Estudo da caracterização de diferentes produções artísticas. Busca de compreensão da ampliação de possibilidades expressivas usando gestos diversos e ritmo corporal nas brincadeiras, danças, jogos e demais situações de interação. Reflexão sobre obras musicais de diferentes gêneros, estilos, épocas e culturas da produção musical brasileira e de outros povos e países.

EDUCAÇÃO FÍSICA
Estudo de fundamentos teóricos acerca de atividades desportivas e individuais. Introdução a prática de atividades como: alongamento, aquecimento, exercícios competitivos e de recreação.

HISTÓRIA
Estabelecimento de relações entre o desenvolvimento da convivência no campo e na cidade. Estudo sobre a formação e evolução das cidades em diferentes épocas. Busca da compreensão da formação das capitais brasileiras. Construção de aspectos da vida cotidiana de habitantes de cidades formadas ao longo da história em nosso território. Fundamentação sobre a fundação da Paraíba na Independência do Brasil e da Proclamação da República. Caracterização dos aspectos políticos e organização política do Estado paraibano. Reflexão sobre as representações simbólicas do Estado da Paraíba.

GEOGRAFIA
Estudo das paisagens e dos elementos da natureza. Reflexão sobre os elementos criados pela natureza que estão presentes nas paisagens terrestres. Busca de compreensão da ação humana como interferência nas paisagens dos lugares. Estabelecimento de relações das paisagens rurais e urbanas. Busca de compreensão sobre as relações de interdependência entre o espaço urbano e o espaço rural de um município. Estudo sobre a localização da Paraíba no mundo, enfocando os seus limites e suas características. Investigação sobre as zonas, microrregiões, relevo, hidrografia, clima e vegetação do estado paraibano.

ENSINO RELIGIOSO
Orientação sobre a leitura da Bíblia. Definição de espiritualidade. Reflexão sobre a maneira de orar. Estudo sobre a importância de Deus em nossas vidas. Busca da compreensão sobre a Páscoa, paz e unidade.

LÍNGUA INGLESA
Explicitação da cultura de outros povos e suas relações. Estudo da língua inglesa por meio de situações cotidianas. Desenvolvimento das habilidades de speaking, listening e reading (falar, ouvir e ler).

INFORMÁTICA EDUCATIVA
Utilização do computador como ferramenta de construção do conhecimento. Conhecimento dos tipos de ambientes educacionais baseados em temas como: aventuras na fazenda, como nasce um herói, feira de quadrinhos e brincando com códigos, através da compreensão do uso dos software educacional microkids Studio. Produção de livro virtual através do edilim. Aplicação dos programas Power point e Excel. Introdução de lógica de programação com a navegação do software Scratch e o sweet home 3D.

5º ANO

LÍNGUA PORTUGUESA
Aquisição de competências linguísticas através da leitura e interpretação de diferentes gêneros textuais. Produção escrita, individual e coletiva, de diferentes gêneros textuais. Fundamentação de temas gramaticais pertinentes ao nível de cognição do educando. Construção da escrita correta das palavras. Aplicação de uso correto do dicionário. Estudo de paradidáticos.

GEOGRAFIA
Estudo de temas sobre o planeta Terra, seu satélite, as linhas imaginárias, bem como as diversas formas de localização no território brasileiro, mapa, globo terrestre e planisfério. Caracterização do Brasil no mundo. Desenvolvimento de conhecimentos relacionados à construção do território brasileiro, bem como sua origem histórica. Compreensão da miscigenação do povo brasileiro, suas origens e festas populares. Estudo das regiões do Brasil e suas características. Organização dos rios e relevo, bacias hidrográficas, como também a ação humana sobre os rios. Caracterização das zonas climáticas da Terra e tipos de vegetação. Análise da população do Brasil.

ARTE
Estudo de linguagens com sinais, desenho e comunicação. Caracterização de onomatopeias e sinais sonoros. Representação de ideias, sensações e emoções por meio da pintura. Pesquisa de obras de diversos gêneros. Aplicação com colagens diversas. Levantamento de obras de artistas renomados no cenário da arte. Aplicação de técnicas de pintura. Reconhecimento de diversas mídias e arte postal.

ENSINO RELIGIOSO
Busca de compreensão que o relacionamento com Deus produz transformação interior – a sabedoria. Reflexão sobre a fragilidade da vida em busca de valores que permanecem. Caracterização do início da igreja cristã com a convocação para continuar a missão de Jesus. Investigação sobre o alcance universal da Igreja. Reflexão sobre as necessidades dos outros e da sua caminhada espiritual. Discussão de como Deus trata a todos com igualdade e que a missão da Igreja é sinalizar o Reino inaugurado por Jesus.

MATEMÁTICA
Estudo de temas sobre sistema de numeração decimal. Caracterização e análise de sólidos geométricos. Aplicação de cálculos envolvendo as quatro operações. Resolução de situações problema. Estudo das probabilidades e porcentagens. Busca de compreensão dos temas de grandezas e medidas. Interpretação de tabelas e gráficos. Resolução de cálculos com expressões numéricas. Aprofundamento de leitura, ideias e cálculos com frações. Caracterização de figuras geométricas e tipos de reta. Aplicação de trabalhos com números inteiros e decimais.

CIÊNCIAS
Caracterização de biomas brasileiros. Investigação sobre o ambiente e atividade agrícola. Estudo da eletricidade, magnetismo, combustão, calor, luz e visão. Aprofundamento acerca dos astros do Sistema Solar. Desenvolvimento de conhecimentos relacionados ao Ser humano e Saúde.

HISTÓRIA
Compreensão das relações políticas, econômicas, socioculturais e artísticas presentes na sociedade brasileira ao longo do tempo, bem como de suas origens. Conhecimento das transformações ocorridas no Brasil ao longo dos séculos para compreensão da atualidade. Aprofundamento acerca de como as relações entre os homens constroem a história. Compreensão de que a história é construída coletivamente num processo contínuo de mudança e permanência, semelhanças e diferenças, e que o passado se articula com o presente e futuro.

EDUCAÇÃO FÍSICA
Desenvolvimento de práticas corporais, estabelecendo relações entre os saberes da Educação Física e a realidade social dos alunos. Participação como sujeito ativo no processo educacional, a fim de conhecer os limites e as possibilidades do próprio corpo controlando suas atividades corporais com autonomia. Desenvolvimento de atitudes de respeito mútuo, dignidade e solidariedade em situações educacionais, lúdicas e esportivas.

LÍNGUA INGLESA
Construção do conhecimento da cultura de outros povos e suas relações. Aprofundamento da aquisição de vocabulário como aprendizado de mais uma forma de se comunicar. Aquisição da língua inglesa através do desenvolvimento das habilidades de speaking, listening, reading e writing (falar, ouvir, ler escrever).

ENSINO FUNDAMENTAL - AF

6º ANO

LÍNGUA PORTUGUESA
Estudo da linguagem e sua variação, para compreensão das variedades da língua, bem como a análise das classes gramaticais e das modalidades textuais e produção de textos de acordo com a língua padrão.

MATEMÁTICA
Estudo dos números e Operações. Aquisição de conceitos de Geometria (Espaço e Forma),Estatística, Grandezas, Medidas e Tratamento da Informação e Conjuntos.

CIÊNCIAS
Eleição de temas com abordagem para a construção de valores e princípios que permitam entender os desafios do dia a dia, numa perspectiva de mudanças quanto à preservação do meio ambiente, conservação da saúde e maior expectativa de vida.

ENSINO RELIGIOSO
Abordagem de temas que elegem a religiosidade como o fundamento da vida humana e como elemento motivador da educação para a prática de princípios humanos e democráticos, capazes de conscientizar um projeto digno de vida futura. Eleger-se um ser ético e transcendente. Cultivo da ética, do bem, da beleza interior e de uma sexualidade sadia e de valores religiosos.

ARTE
Caracterização de diferentes produções artísticas para compreensão e ampliação das possibilidades expressivas, utilizando gestos diversos e ritmo corporal nas brincadeiras, danças, jogos e demais situações de interação. Apreciação de obras musicais de diversos gêneros, estilos, épocas e culturas da produção musical brasileira e de outros povos e países.

INGLÊS
Aquisição da língua alvo (língua inglesa) evidenciando a natureza sociointeracional da linguagem a fim de estabelecer elos entre a língua materna e a língua estrangeira através dos três conhecimentos: conhecimento sistêmico, conhecimento de mundo, o conhecimento de organização textual, logo, o aprendizado torna-se significativo;.

GEOGRAFIA
Eleição de temas que possibilitem a discussão sobre os aspectos conceituais da ciência geográfica, noções das representações do espaço, orientação e localização, a fim de ampliar os conhecimentos e inteirar-se da dinâmica da natureza, sem perder de vista os aspectos físicos, culturais e humanos.

HISTÓRIA
Abordagem de temas que promovam o conhecimento das origens do homem, e sua chegada na América, bem como conhecer as civilizações orientais e clássicas para melhor compreender o mundo atual.

EDUCAÇÃO FÍSICA
Estudos sobre temas que estimulem a percepção dos princípios e concepções da educação física, agregados a prática de atividades lúdicas, com recreação e ginástica, bem como a iniciação nas modalidades de: atletismo, voleibol, handebol, futsal e basquetebol.

7º ANO

LÍNGUA PORTUGUESA
Estudos e aprofundamentos acerca das modalidades textuais, intensificando o gosto pela leitura e produção de textos de acordo com a língua padrão, com vistas à compreensão das estruturas morfológicas e sintáticas do período simples.

MATEMÁTICA
Caracterização e análise dos conteúdos, com vistas à formação do pensamento numérico, algébrico, probabilístico e estatístico, e consequentemente, a aquisição de habilidades que possibilitem o gerenciamento dos desafios cotidianos.

CIÊNCIAS
Estudo de temas que conduzem o aluno a aquisição de conhecimentos sobre os seres vivos, vida saudável e ambientação favorável a um bom convívio, respeitando os fenômenos que acontecem na natureza e possibilitando uma tomada de posição adequada.

ENSINO RELIGIOSO
Abordagem de temas que promovam o conhecimento das tradições religiosas e seus fundamentos, a fim de contribuir para escolhas futuras e adotar como elemento motivador de projetos de vida, elegendo-se como um ser ético, consciente e humanizado.

ARTE
Caracterização de diferentes produções artísticas para compreensão e ampliação das possibilidades expressivas, utilizando gestos diversos e ritmo corporal nas brincadeiras, danças, jogos e demais situações de interação. Apreciação de obras musicais de diversos gêneros, estilos, épocas e culturas da produção musical brasileira e de outros povos e países.

INGLÊS
Abordagens gramaticais relacionadas ao aprendizado e habilidade de interação da língua inglesa. Aprendizagem da língua com base no método four skills (ouvir, falar, ler e escrever), como instrumento de comunicação global.

GEOGRAFIA
Estudo da dinâmica do espaço geográfico brasileiro e sua utilização, destacando os aspectos da dinâmica paisagística e da natureza, da ocupação histórica, das desigualdades regionais e econômicas e da diversidade cultural, as relações campo-cidade, bem como os variados problemas socioambientais do Brasil.

HISTÓRIA
Estudo de temas que desenvolva o raciocínio histórico, compreendendo todas as fases do processo social na sua totalidade e percebendo as raízes dos fatos contemporâneos, bem como a necessidade de interpretar e criticar situações reais da região, do país e do mundo, apresentando soluções.

EDUCAÇÃO FÍSICA
Estudos sobre temas que estimulem a percepção dos princípios e concepções da educação física, agregados a prática de atividades lúdicas, com recreação e ginástica, bem como a iniciação nas modalidades de: atletismo, voleibol, handebol, futsal e basquetebol.

8º ANO

LÍNGUA PORTUGUESA
Estudos e aprofundamentos acerca das modalidades textuais, intensificando as atividades de leitura e produção de textos, estas de acordo com a norma padrão da língua, além de analisar as estruturas morfológicas e sintáticas dos períodos.

MATEMÁTICA
Eleição de conteúdos que visam ampliar e construir novos significados para o pensamento numérico (números e as operações) algébrico, geométrico, raciocínio proporcional, combinatório, estatístico e probabilístico, bem como da competência métrica.

CIÊNCIAS
Abordagem de temas que proponham a compreensão dos desafios que surgem na sociedade com a preocupação em se adequar às descobertas científicas e também ao bem-estar dos indivíduos, analisando o desenvolvimento de hábitos de saúde corporal, ambiental e social.

ENSINO RELIGIOSO
Abordagem de temas que proporcione o conhecimento dos elementos que compõe o fenômeno religioso, a partir de sua própria existência, considerando a dimensão da liberdade religiosa e suas tradições nas diferentes culturas.

ARTE
Caracterização de diferentes produções artísticas para compreensão e ampliação das possibilidades expressivas, utilizando gestos diversos e ritmo corporal nas brincadeiras, danças, jogos e demais situações de interação. Apreciação de obras musicais de diversos gêneros, estilos, épocas e culturas da produção musical brasileira e de outros povos e países.

INGLÊS
Abordagem de temas que desenvolvam a consciência linguística para melhor se fazer uso da língua. Aquisição das habilidades comunicativas( escrever, ler, ouvir e falar) de modo a poder atuar em situações diversas.

GEOGRAFIA
Estudo da regionalização do espaço mundial, com discussão em torno da dinâmica natural, econômica, sociocultural e política do continente americano, bem como do continente africano. Ampliação de conceitos acerca das regionalizações mundiais.

HISTÓRIA
Estudo do processo analítico-político da evolução da História geral do Brasil, procurando obter uma visão da dinâmica da evolução dos vários setores da sociedade. Apropriação do conceito e dinâmica do capitalismo, como causa da sociedade industrial e toda sua complexidade.

ESPANHOL
Eleição de temas que abordem os aspectos históricos e culturais da Língua Espanhola no contexto mundial, incluindo temas transversais relevantes. Estudo das estruturas linguísticas em nível básico, bem como das estruturas básicas voltadas à interação sociocomunicativa nas quatro habilidades: leitura, escrita, acuidade auditiva e fala.

FILOSOFIA
Eleição de conteúdos e temas que favorecem a discussão filosófica sobre a ética, a moral e suas nuances. Abordagem dos conceitos, práticas e consequências que tocam o campo da liberdade, buscando o entendimento e a reflexão acerca da identidade humana: gênero, sexualidade, afetividade e relacionamentos.

EDUCAÇÃO FÍSICA
Abordagem de temas que possam ampliar a visão biológica para um trabalho que desenvolva a dimensão afetiva, cognitiva e sociocultural, bem como o desenvolvimento de habilidades com jogos, esportes, ginástica e tantas ouras atividades desportivas.

9º ANO

LÍNGUA PORTUGUESA
Estudo e reflexões sobre a língua, enquanto prática sociocultural e interativa, por meio dos diferentes gêneros discursivos, que se concretizam nas práticas de oralidade, leitura, escrita e análise linguística. Estudo e compreensão dos processos de flexão e de formação de palavras. Análise das estruturas morfológicas e sintáticas dos períodos.

MATEMÁTICA
Estudo de conteúdos que favoreçam ao conhecimento matemático, sua natureza, seu papel na sociedade hoje, sua construção individual e coletiva, bem como a apropriação de conceitos e aplicações de Grandezas e medidas, Espaço e forma, Números e operações. Procedimentos que possibilitem a compreensão de Função polinomial de 1º e 2º graus, a interdependência entre grandezas, a interpretação de problemas geométricos, estatísticos, de probabilidade e de matemática comercial e financeira.

QUÍMICA
Abordagem de temas que promovam o conhecimento sobre: estudo das propriedades, composição, transformações e estados físicos da matéria e sua relação com a energia; misturas e as técnicas de separação; unidades e medidas, evolução do modelo atômico, elementos e estudo da Tabela Periódica.

ENSINO RELIGIOSO
Estudos que proporcionem a compreensão sobre os fundamentos religiosos como elevação do ser humano em sua plenitude e, como elemento motivador da educação para a prática de princípios democráticos, capazes de conscientizar um projeto digno de vida futura.

ARTE
Caracterização de diferentes produções artísticas para compreensão e ampliação das possibilidades expressivas, utilizando gestos diversos e ritmo corporal nas brincadeiras, danças, jogos e demais situações de interação. Apreciação de obras musicais de diversos gêneros, estilos, épocas e culturas da produção musical brasileira e de outros povos e países.

INGLÊS
Abordagens gramaticais relacionadas ao aprendizado e habilidade de interação da língua inglesa. Aprendizagem da língua com base no método four skills (ouvir, falar, ler e escrever), como instrumento de comunicação global.

GEOGRAFIA
Estudo dos continentes europeu e asiático nos aspectos físicos, populacionais, econômicos e culturais. Conceituação de Estado, Território e Nação, bem como a compreensão das diversas fases e características de um mundo globalizado promovendo articulação entre a singularidade do local, as especificidades do regional e universalidade do global.

HISTÓRIA
Estudo do Brasil republicano oligárquico e sua transição industrialista para a implementação de projetos, ora populista, ora democrático-burguês, reflexo de uma economia neoliberal e globalizada imposta por um projeto imperialista que impactou na convivência interdependente do mundo contemporâneo.

ESPANHOL
Eleição de temas que abordem os aspectos históricos e culturais da Língua Espanhola no contexto mundial, incluindo temas transversais relevantes. Estudo das estruturas linguísticas em nível básico, bem como das estruturas básicas voltadas à interação sociocomunicativa nas quatro habilidades: leitura, escrita, acuidade auditiva e fala.

FÍSICA
Abordagem teórica e prática acerca da cinemática, aprendendo a diferenciar fenômenos físicos no cotidiano, a fim de analisar e criticar fenômenos relacionados à Dinâmica.Estudos das várias aplicações das leis de Newton e compreensão dos princípios da Física tais como: conservação da energia, da quantidade e do movimento.

BIOLOGIA
Abordagem de conteúdos que levem os alunos a explorar conhecimentos e permitir que os mesmos estabeleçam relações entre diferentes esferas do universo, situando-se em seu próprio mundo.

EDUCAÇÃO FÍSICA
Abordagem de temas que possam ampliar a visão biológica para um trabalho que desenvolva a dimensão afetiva, cognitiva e sociocultural, bem como o desenvolvimento de habilidades com jogos, esportes, ginástica e tantas ouras atividades desportivas.

ENSINO MÉDIO

1º ANO

LÍNGUA PORTUGUESA
Estudos da linguagem na interpretação e na produção de textos. Valorização das diferenças do Português. Análise das estruturas gramaticais presentes nos textos de Língua Portuguesa. Desenvolvimento de técnicas de expressão oral e escrita na modalidade culta e formal do português.

LITERATURA
Estudo da Literatura no Brasil. Periodização histórica da literatura de Língua Portuguesa. Aspectos diferenciais. Análise das condições de produção de obras. Estabelecimento de relações entre Literatura e sociedade na produção literária de Língua Portuguesa. Traços constitutivos dos movimentos literários. Aprofundamento da Cultura afro-brasileira e indígena.

LÍNGUA INGLESA
Estudos de textos com temas diversificados e atuais. Uso de Estratégias e Técnicas de Leitura. Compreensão textual em Língua Inglesa. Inserção no contexto da intercomunicação “oral” e “escrita”. Discussão de pontos gramaticais de forma contextualizada.

EDUCAÇÃO FÍSICA
Estudos sobre o fenômeno esportivo atual. Exame biométrico. Teste de aptidão física. Desenvolvimento de ginástica. Futsal. Handebol. Voleibol. Basquetebol. Recreação desportiva. Atividades complementares.

ESPANHOL
Estudo da Língua Espanhola no nível básico para tornar a nossos alunos usuários da língua com a capacidade de agir discursivamente na língua espanhola, permitindo a inserção do aluno no mundo mediante a sensibilização para a compreensão cultural e deste modo ampliar sua visão de mundo. Sensibilização para aprendizagem mediante a ativação do conhecimento prévio.

MATEMÁTICA
O Estudo das funções e suas aplicações na realidade do aluno; e a utilização dos conceitos matemáticos como ferramenta de auxílio para outras disciplinas técnicas. Potenciação. Função Exponencial e Equação Exponencial. Logaritmos e Função Logarítmica. Progressão Aritmética e Progressão Geométrica. Conceitos básicos de matemática financeira, juros simples, juros compostos e sistemas de amortização. Estudo e aplicação da proporcionalidade em geometria, do conceito de escala e do Teorema de Tales. Relações métricas no triângulo retângulo e para triângulos quaisquer. Estudo da trigonometria, identificação de ângulos notáveis, elementos dos triângulos e semelhanças entre figuras. Resolução de problemas trigonométricos.

QUÍMICA
Caracterização da matéria e suas transformações, estabelecer relação entre a estrutura da matéria e tabela periódica, compreender funções inorgânicas e suas propriedades, estudo das ligações químicas e seus processos, como também, à classificação e nomenclatura dos ácidos, bases, sais e óxidos.

FÍSICA
Introdução à cinemática, estudo dos movimentos, investigação sobre a dinâmica em seus processos na perspectiva newtoniana, processos de transformação e conservação da energia, detalhamento da quantidade de movimento, busca de compreensão da mecânica dos fluidos, estabelecendo relações entre hidrostática e hidrodinâmica.

BIOLOGIA
Estudo da biosfera, caracterização da biologia celular, demonstração da organização das células procarióticas e eucarióticas, detalhamento de citoplasma e organelas, descrição da fisiologia celular, busca de compreensão do metabolismo energético na fotossíntese, quimiossíntese, respiração aeróbica e fermentação, comunicação de núcleo e código genético, detalhamento de embriologia básica.

FILOSOFIA
O estudo da filosofia como instrumento de reflexão. O que é Filosofia; A origem da Filosofia; O Ser Humano sob o ponto de vista filosófico; Atitude filosófica; A Filosofia e a Ciência; Verdade e conhecimento; Razão; Lógica; Ética e moral.

SOCIOLOGIA
Introdução a Sociologia e teorias clássicas. Aprofundamento de estrutura social e desigualdades sociais. A sociedade como objeto. O que é Sociologia?; Introdução aos conceitos de Sociedade e Sociologia. A Sociologia como Ciência. A Relação Indivíduo–Sociedade. Processos e instituições sociais.

GEOGRAFIA
Estudo da Geografia como ciência da sociedade, do espaço geográfico, lugar e paisagem. Análise crítica da população mundial, dos espaços agrários, da formação das cidades, da urbanização, dos impactos ambientais e dos sistemas econômicos capitalistas e socialistas.

HISTÓRIA
Teoria da História. Noções de Historiografia. Antiguidade Oriental e Clássica. Medievo: estruturas e mentalidade. Formação da Modernidade. Aprofundamento da Cultura afro-brasileira e indígena.

2º ANO

LÍNGUA PORTUGUESA
Estudo das modalidades textuais. Intensificação do gosto pela leitura e produção de textos coesos e coerentes. Formação de um usuário competente. Concepções teóricas e práticas da Língua Portuguesa. A oralidade, a leitura, a interpretação e a escrita como princípios norteadores do Ensino de Língua Portuguesa. Gramática normativa.

LITERATURA
Estudo da Literatura no Brasil. Periodização da história da literatura. Aspectos diferenciais. Condições de produção. Recepção das obras. Questões de relações entre Literatura e sociedade na produção literária de Língua Portuguesa. Traços constitutivos dos movimentos literários.

LÍNGUA INGLESA
Estudos de textos. Exame de questões sobre temas diversificados e atuais. Uso de Estratégias e Técnicas de Leitura. Compreensão textual em Língua Inglesa. Inserção do educando no contexto da intercomunicação oral e escrita. Discussão de pontos gramaticais de forma contextualizada.

ESPANHOL
Sistematização do conhecimento da língua mediante a informação linguística, a gramática, léxico e fonética, evoluindo da interlíngua à língua alvo. Motivação do aluno a vencer a dificuldade resultante da semelhança entre as duas línguas dando oportunidade de “leer, hablar, escribir, crear y pensar” mediante o constante diálogo com o aluno, fazendo assim o aprendizado ativo e participante.

MATEMÁTICA
Estudo da trigonometria, identificação de ângulos notáveis, elementos dos triângulos e semelhanças entre figuras. Resolução de problemas trigonométricos, transformações trigonométricas, equações e inequações trigonométricas. Estudo de matriz, determinantes e sistema linear. Tópicos relacionados ao conceito de análise combinatória, probabilidade e binômio de Newton. Estudo das unidades de medida de comprimento e capacidade para a aplicação do cálculo do perímetro, da área e do volume dos principais polígonos e sólidos regulares. Aplicação de estratégias que propiciem a compreensão de poliedros, dos prismas, das pirâmides e dos corpos redondos.

QUÍMICA
Introdução ao cálculo estequiométrico, estabelecer relação entre quantidade de matéria e leis ponderáveis de Lavoisier e Proust, classificação quanto ao estado físico, à natureza das partículas dispersas, titulação de neutralização, análise da eletroquímica em entalpia e calor de reação, definição de eletroquímica, descrição detalhada da cinética química e equilíbrio químico.

FÍSICA
Estudo da termologia, caracterização da mudança de fase em sistemas isolado, aprofundamento da termodinâmica, investigação da máquina térmica, orientação sobre óptica física, geométrica e óptica da visão, busca de compreensão sobre instrumentos ópticos, processos de eletrização e eletromagnetismo.

BIOLOGIA
Detalhamento da taxonomia, levantamento da organização celular e reprodução dos seres vivos, caracterização dos reinos animal e vegetal, descrição da fisiologia humana, aprofundamento e busca de compreensão de excreção, circulação, sistema endócrino e fisiologia de reprodução, comparação entre gametas humanos e gametas de outros animais, investigação sobre sistema nervoso.

HISTÓRIA DA ARTE
Origem da arte sob a perspectiva da sobrevivência, decorativismo, caça e outros componentes específicos da arte do período ágrafo e seus desdobramentos de arte de convenções nas sociedades do regadio (Egito e Mesopotâmia) e seu apogeu na arte grega e romana como um suporte religioso e político. Aprofundamento da Cultura afro-brasileira e indígena.

FILOSOFIA
Teoria do Conhecimento. Antropologia Filosófica. Filosofia das Ciências. Sociedade e Liberdade. Múltiplas leituras sobre liberdade. Filosofia Política. Reflexões sobre a democracia. Principais teorias sobre política. O Poder. A Filosofia e a Arte. O amor e a Filosofia.

SOCIOLOGIA
Estratificação. Estudo de cultura e Sociedade. Instituições Sociais. Mudança social. Educação e Sociedade. Introdução a Sociologia Brasileira. Caracterização do mundo do trabalho, socialismo e capitalismo. Cultura: um conceito antropológico.

HISTÓRIA
A construção da modernidade. A América pré-colonial. O processo de colonização da América. A África pré-colonial. O mundo colonial no Brasil. Liberalismo. A era das revoluções. O processo de emancipação do Brasil.

GEOGRAFIA
Abordagens sobre a questão da moradia. Observação e comparação das paisagens do lugar onde mora, das relações entre o homem, o espaço e a natureza. Reflexão sobre a interferência do homem na natureza e, consequentemente, na forma e na qualidade de vida das pessoas e de outros seres. Estudo do trânsito e das regras da boa convivência no mesmo. Compreensão das normas de convivência harmônica na escola.

3º ANO

LÍNGUA PORTUGUESA
Estudo das modalidades textuais. Intensificação do gosto pela leitura. Produção de textos coesos e coerentes. Formação de leitor competente. Busca pela compreensão e escrita. Desenvolvimento de técnicas de expressão oral e escrita na modalidade culta e formal do português. A gramática normativa.

LITERATURA
Estudo da Literatura no Brasil e sua inserção no cânone ocidental. Periodização e história da literatura de Língua Portuguesa. Aspectos diferenciais. Condições de produção e de recepção das obras. Questões de relações entre Literatura e sociedade na produção literária de Língua Portuguesa. Traços constitutivos dos movimentos literários.

LÍNGUA INGLESA
Estudos de textos com temas diversificados e atuais. Uso de Estratégias e Técnicas de Leitura. Compreensão textual em Língua Inglesa como forma de inserir o educando no contexto da intercomunicação oral e escrita. Discussão de pontos gramaticais de forma contextualizada.

ESPANHOL
Aprofundamento das estruturas da língua, enriquecimento do léxico e aperfeiçoamento da compreensão e produção orais e escritas em nível pré- intermediário. Fonética e fonologia da Língua Espanhola.

MATEMÁTICA
Geometria analítica; o estudo do ponto e da reta; circunferência e secções cônicas; Estatística; Conjunto dos Números Complexos; Polinômios e equações algébricas. O estudo da simetria; Congruência e semelhança de triângulos. Características das figuras geométricas planas e espaciais. Grandezas, unidades de medida e escalas. Comprimentos, áreas e volumes. Relações métricas nos triângulos;. Trigonometria do ângulo agudo. Projeção ortogonal.

QUÍMICA
Estudo dos compostos orgânicos, classificação das cadeias carbônicas, introdução a funções orgânicas, descrição dos hidrocarbonetos, definição, nomenclatura e propriedades físicas e químicas, aprofundamento das funções, nitrogenadas, glicídios, lipídios, aminoácidos, proteínas, polimerização, busca de compreensão da isomeria de cadeia dos compostos orgânicos.

FÍSICA
Definição de carga elétrica, caracterização dos processos de eletrização, interpretação dos fenômenos associados a força, campo e potencial elétrico, expressão de trabalho de uma força elétrica constante, detalhamento da corrente elétrica, orientação sobre campos magnéticos numa espira, solenoide e bobina, estudo dos campos magnéticos de ímã e da Terra, busca de compreensão sobre teoria da relatividade e introdução a física quântica.

BIOLOGIA
Introdução à genética, definição de interação gênica, herança limitada ao sexo e herança influenciada pelo sexo, investigação sobre evolução nos aspectos: teorias evolutivas, evidências da evolução e especiação, detalhamento de ecologia descrevendo conceitos básicos em ecologia, níveis de organização em ecologia, os fatores abióticos e a diversidade de adaptação dos seres vivos ao meio ambiente, estrutura e o funcionamento dos ecossistemas, investigação sobre o homem e o meio ambiente.

GEOGRAFIA
Abordagens sobre os conflitos mundiais e suas consequências. Observação da dinâmica demográfica mundial e do Brasil. Compreensão sobre a interferência do homem na natureza e, consequentemente, na forma e na qualidade de vida das pessoas. Estudo do perfil fisiográfico mundial e brasileiro. Compreensão da geopolítica mundial.

FILOSOFIA
Filosofia Política e suas principais teorias. O olhar da Filosofia sobre o trabalho. A crítica marxista ao modo de produção capitalista. Trabalho e alienação. O pensamento liberal. Filosofia contemporânea. Correntes filosóficas do século XX. Principais filósofos do século XX. Ética. Filosofia Política. Estética. Filosofia Contemporânea no Brasil.

SOCIOLOGIA
Sociedade humana. Princípios da Sociologia. Convivência humana. Comunidade e cidadania. Agrupamentos sociais. Base econômica da sociedade. Estudo de poder, política e ideologia. Aprofundamento de direitos, cidadania e movimentos sociais.

HISTÓRIA
O Brasil na Primeira República. A crise do modelo liberal. A era Vargas. O mundo bipolar. Governos populistas no Brasil. O regime autoritário no Brasil. A nova ordem mundial. Brasil: da redemocratização aos dias atuais. Atualidades.

CURSO NORMAL NÍVEL MÉDIO

LÍNGUA PORTUGUESA
(1° e 2° anos)
Competências e habilidades linguísticas necessárias para o exercício profissional e para o convívio social. Leitura crítico-interpretativa de textos que circulam nos vários domínios discursivos, das especificidades de um gênero e dos tipos sequenciais textuais. Produção de texto coeso e coerente no gênero solicitado, expressando-se com grau de formalidade adequado à situação comunicativa e ao tema.

(3° ano)
Estudo teórico sobre a aquisição da língua materna e dos conteúdos referentes ao trabalho de Educação Infantil. Atividades de práticas de leitura e de práticas de escrita.

LÍNGUA INGLESA
(1° ano)
O aprendizado da Língua Inglesa nos diversos estágios de utilização da Língua. Desenvolvimento do método "four skills" (ouvir, falar, ler, escrever). Abordagens gramaticais dos temas referentes as figuras de linguagem.
(2° ano)
O aprendizado da Língua Inglesa e o exercício de capacidades de utilização de textos, expressão de ideias e estudo dos conteúdos gramaticais preponderantes para a utilização da Língua no Ensino Médio.

LÍNGUA ESPANHOLA
Conhecimento das estruturas básicas da Língua espanhola. Estudo da Língua Espanhola como instrumento de comunicação. Estudo e análise do sentido dos textos, compreendendo as interações de ideias e sentimentos neles expressos. Estudo das diversas manifestações culturais da Espanha e América Hispânica.

ARTE
Arte e educação: concepções teóricas. Histórico do ensino de arte no Brasil e perspectivas. Conteúdos de arte na Educação Infantil e Ensino Fundamental - Anos Iniciais. Processo de criação e expansão através da integralização das linguagens: artes plásticas, música, teatro e dança. Parâmetros Curriculares Nacionais para o ensino da arte. Estudo dos meios eletrônicos que possam auxiliar e desenvolver o pensamento artístico; estudo dos materiais pedagógicos relativos ao ensino de arte.

EDUCAÇÃO FÍSICA
(1° ano)
Importância da Educação Física. Fases do desenvolvimento infantil. Atividades físicas recreativas. O processo de desenvolvimento motor. A presença dos movimentos da Educação Infantil. Primeiros socorros.

(2° ano)
Importância do exame biométrico e IMC. Ginástica com e sem elementos. Atletismo. Habilidades com manejo de bolas. Brinquedos cantados. Recreação de 1ª a 5ª Séries. Atividades para o desenvolvimento do esquema corporal. Crianças consideradas problemas.

MÍDIAS APLICADAS À EDUCAÇÃO
Contribuição dos meios tecnológicos como recursos para a aprendizagem escolar a serviço da Educação Infantil e dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental. Uso do computador, vídeo/DVD, televisão, filmadora, aparelho de som, retroprojetor, e projetores multimídias. Softwares educacionais.

BIOLOGIA
(1° ano)
Estudo da Origem da Biologia e Base Molecular da Vida. Abordagem Histórica da Célula e Noções de Genética. Processo de Respiração Celular. Fundamentação Teórica sobre os Tecidos e Desenvolvimento Embrionário dos animais e Humano.

(2° ano)
Fundamentação Teórica Sistemática, classificação e biodiversidade. Classificação dos vírus e suas doenças. Estudos dos Reinos da Natureza e Estudo da Ecologia.

QUÍMICA
(1° ano)
Estudo da matéria (conceito e propriedades). Estados físicos da matéria. O estudo do átomo. Classificação periódica. Ligações químicas. As funções inorgânicas (conceito, classificação e nomenclatura).

(2° ano)
Funções orgânicas (conceito e nomenclatura). Soluções (tipos e cálculos de concentrações). Estudo da Termoquímica (processos endotérmicos e processos exotérmicos).

FÍSICA
(1° ano)
Estudo dos movimentos e mecânica. Aspectos da cinemática, dinâmica e estática.

(2° ano)
Fenômenos ligados à termologia, ondulatória e eletromagnetismo, mostrando de maneira geral todos os aspectos ligados à dilatação dos corpos, efeitos do calor, os diversos tipos de ondas e a relação entre a eletricidade e o magnetismo.

MATEMÁTICA
(1° ano)
Aprendizagem relativa aos conteúdos de Conjuntos e Conjuntos Numéricos. Regra de três. Funções, quadrática e modular. Temas de Geometria específico para o Ensino Médio.

(2° ano)
Aprendizagem que levem ao domínio dos conteúdos. Exponencial e Logaritmos. Progressões (Sequências, PA e PG). Matrizes. Determinantes. Sistemas Lineares. Temas específicos do Ensino Médio. Estudo da matemática básica.

(3° ano)
Aprendizagem relativa aos conteúdos de Trigonometria, Geometria Analítica e Polinômios. Temas específicos do Ensino Médio. Estudo de razão e proporcionalidade. Leitura e interpretação de gráficos e tabelas.

HISTÓRIA
(1° ano)
Conceito e objeto da História. A constituição e a trajetória da disciplina História segundo os PCN’s. Teoria da História. Expansão Marítima e Comercial. As terras que os europeus conquistaram: As culturas indígenas na América e a África pré-colonial. Colonização portuguesa na América: organização político-administrativa, atividades econômicas, religião e sociedade. O processo de independência do Brasil.

(2° ano)
O Brasil pós-independência: O Primeiro Reinado, O Período Regencial e O Segundo Reinado. O Fim do Império: O Movimento Abolicionista e o Movimento Republicano. A Proclamação da República. O Brasil na Primeira República. A Era Vargas. Governos Populistas no Brasil. O Brasil durante a Ditadura Militar. Brasil: da redemocratização aos dias atuais. A Paraíba no contexto da atualidade. Estudo da Cultura Afro-brasileira e Indígena.

GEOGRAFIA
(1º ano)
Conceitos e fundamentos da Geografia. Compreensão de fatos e fenômenos da Ciência Geográfica. Cartografia. Diversidade de Ambientes Terrestres. Ações e Transformações realizadas pela Sociedade.

(2° ano)
Espaço geográfico brasileiro. Formação territorial. Ocupação e Povoamento. Paisagens. Sociedade (realidade e aspecto socioeconômico). Subdivisão em regiões, centros urbanos e rurais.

SOCIOLOGIA
(1º e 2° anos)
Processos sociais básicos da vida humana. Princípios teóricos e norteadores da sociologia. A trajetória humana pelos viés dos modos de produção e estratificação social.

FILOSOFIA
(1° e 3° anos)
O estudo da Filosofia como instrumento de reflexão. O Filosofar sobre temas que levarão a formação do senso crítico e político-social do homem, enquanto sujeito de uma sociedade organizada.

LEGISLAÇÃO DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA
Abordagens sobre a organização e estrutura administrativa do sistema escolar brasileiro. Estudo das bases legais que regulamentam a Educação Infantil e Ensino Fundamental no Brasil. Discussões dos valores inerentes a pessoa do educador.

HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO
A importância do estudo da História da Educação para a prática docente. Estudo dos contextos educacionais das civilizações primitivas aos paradigmas apresentados no início do Terceiro Milênio. Discussões acerca da Educação Brasileira desde os Jesuítas até os dias atuais.

PSICOLOGIA EDUCACIONAL I
Teorias do desenvolvimento cognitivo de Jean Piaget e Lev Semynovich Vygotsky. Psicologia da adolescência e orientação sexual. Limites e disciplina na família e na escola. Inteligências múltiplas e habilidades operatórias na Educação Infantil e Séries Iniciais do Ensino Fundamental.

PSICOLOGIA EDUCACIONAL II
Teorias da aprendizagem e as dificuldades de aprendizagem. Psicopedagogia e Psicodrama. Teoria e transtornos da personalidade.

FILOSOFIA DA EDUCAÇÃO
(2º e 3° ano)
Estudo de temas educacionais numa relação intrínseca com a Filosofia. Elucidações das tendências pedagógicas na prática escolar. O ato de Filosofar a partir do senso pedagógico à urna postura crítica da prática docente. A formação do educador do futuro. Perspectivas Educacionais para o novo milênio.

SOCIOLOGIA DA EDUCAÇÃO
(3° ano)
Finalidades da Escolarização para uma sociedade construída por classes de pessoas, com oposições econômicas e poderes distintos. Papel da escola na formação e exercício da cidadania. Compreensão da sociologia como instrumento de conhecimento e interpretação da realidade sócio-educacional. Compreensão das transformações da realidade capitalista e dos fenômenos da inclusão e exclusão social. Análise da interrelação ser humano / sociedade / educação, a partir de diferentes teorias sociológicas.

DIDÁTICA
Busca na compreensão dos determinantes na atual prática pedagógica, tendo em vista um sólido embasamento teórico que precede a prática, destacando os conteúdos conceituais concernentes ao que é educar e seu vínculo com a Didática teórica e prática, a democratização do ensino bem como os compromissos sociais e éticos dos docentes, o ensino e a aprendizagem, referentes à vivência docente, desenvolvendo competências para a definição clara dos objetivos de Ensino, da Educação Infantil e do Ensino Fundamental, através da seleção e organização de conteúdos, das metodologias, recursos e instrumentos de avaliação necessários.

EDUCAÇÃO INFANTIL E METODOLOGIAS
(3º ano)
Estudo das correntes teóricas da Educação Infantil. Concepções do perfil do professor da Educação Infantil. Abordagens das diretrizes curriculares. Fundamentos do brincar na Educação Infantil. A literatura infantil e o significado social para a criança. Concepções teóricas da música em sala de aula

(4º ano)
Estudos das concepções de linguagem oral e escrita. Concepções atuais de alfabetização e letramento. Estudo e vivencias das linguagens: corporal, plástica e musical. Fundamentos do pensamento lógico-matematico. Psicomotricidade e prática.
Abordagem teórico-prática acerca da natureza e sociedade. Concepções de planejamento e avaliação na Educação Infantil.

EDUCAÇÃO DO ENSINO FUNDAMENTAL E METODOLOGIAS
(3º ano)
Fundamentação teórica metodológica a cerca das competências e habilidades e critérios avaliativos no ensino fundamental anos inicias com base em seus PCN´s; perfil do educador dos anos inicias; Estudo dos objetivos gerais e específicos do ensino fundamental (anos iniciais) que estabelecem as capacidades relativas aos aspectos cognitivos, afetivos, físico, social, ético, estético, de atuação e inserção social; Análise da matriz curricular do ensino fundamental.

(4º ano)
Aplicação de técnicas metodológicas e estudo teórico acerca da prática pedagógica nos anos iniciais do ensino fundamental; Orientação para planejamento e execução de microaulas; Estudos e utilização das diferentes linguagens: verbal, matemática, gráfica e corporal; Abordagem metodológica sobre a utilização de deferentes fontes de informação e recursos tecnológicos para aquisição e construção do conhecimento apresentação de recursos audiovisuais nas práticas pedagógicas; Abordagem metodológica para a compreensão do exercício pleno da cidadania e sustentabilidade através da participação social e política, o exercício de direitos e deveres políticos, civis e sociais; Aplicação de técnicas sobre o conhecimento e valorização da pluralidade do patrimônio sociocultural brasileiro e de outros povos.

EJA E METODOLOGIAS
(4º ano)
Trajetória da EJA no Brasil. Fundamentos teórico-metodológicos de Educação de Jovens e Adultos. Análise da educação de jovens e adultos como modalidade de ensino. Críticas e perspectivas atuais, centradas no educando adulto em seus vários aspectos: biopsicológicos, políticos, sociais e culturais. Análise das políticas públicas de Educação de Jovens e Adultos no Brasil. Analfabetismo e alfabetização. A educação popular e papel do educador popular. Método Paulo Freire. Práticas de alfabetização no Brasil e no mundo. Fundamentos didático-pedagógicos da EJA. Concepções teóricas-práticas do planejamento e da avaliação na EJA.

EDUCAÇÃO ESPECIAL E METODOLOGIAS
(3° ano)
Histórico das deficiências no Brasil e no mundo. Fundamentação legal sobre a Educação Inclusiva. Análise de referenciais da Educação Especial. Políticas educacionais do processo de Inclusão. Estudo das deficiências auditiva, mental, fisica e visual. Estudo de casos.

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)
Utilização de técnicas de pesquisa e elaboração de projetos relacionados ao processo ensino-aprendizagem. Construção do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), através da sistematização do conhecimento científico, seguindo as normas técnicas, segundo a ABNT.

LIBRAS
Aspectos históricos e conceituais da cultura surda e filosofia do bilinguismo. Fundamentos linguísticos da Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS). Aquisição e desenvolvimento de habilidades básicas expressivas e receptivas em LIBRAS. Noções básicas da Língua de Sinais.

 

 

Aniversários do Mês

  • Aniversários

    • 04/10 Kaline
    • 04/10 Shirley
    • 06/10 Geórgene
    • 12/10 Fazinha
    • 17/10 Juscielda
    • 17/10 Nerlândia
    • 18/10 Thaíze
    • 21/10 Thaíse Duarte
    • 23/10 Maria Anne
    • 27/10 Geruza

Calendário Escolar

  • Outubro

    02 a 08 – 1ª Semana de provas – III Trimestre - (Ens. Fundamental - AF ao Ens. Médio)
    07 a 11 – Semana da Criança – Ed. Infantil e Ensino Fundamental-AI.
    10 – Dia Integral da Criança na escola – Ed. Infantil (quinta-feira)
    12 – Nossa Sra. Aparecida – Padroeira do Brasil – Feriado Nacional (sábado)
    14 e 15 – III SIMILOURDES OFICIAL, das 7h às 11h45min.
    18 – 2ª Etapa da VI Olimpíada Interna de Matemática
    21 – Dia do Professor – Feriado Escolar (segunda-feira)
    22 – 1ª Rodada de Reposição – III Trimestre (EF-AF, EM, CNNM), às 14h.
    24 – Dia da Fundação da Congregação das IENS em 1833, na Alemanha (186 anos).
    28 a 30 – III Etapa da XIII Maratona de Leitura (Ens. Fundamental-AF).

Fale Conosco

(83) 9 9148-8030 (83) 3531-1229

E-mail cnslpb@gmail.com

Facebook | Instagram | Youtube